Tragédia

Após ação da PM, incêndio destrói casas da Ocupação 29 de Março, em Curitiba

Um jovem foi assassinado durante o episódio. Polícia não se pronunciou

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Cerca de 600 famílias são prejudicadas e que ficaram sem suas casas / Divulgação

A Polícia Militar de Curitiba passou o dia agindo de forma repressiva na Ocupação 29 de março, no CIC, em Curitiba. Isso se deu logo após a morte de um policial nas proximidades. A partir das 22h dessa sexta, 07, policiais começaram a entrar dentro das casas. Logo após foi ateado fogo que se alastrou queimando casas e fazendo feridos. Um jovem foi, segundo relatos dos moradores, assassinado e ainda não se sabe se decorrente da ação policial.

Para o Brasil de Fato, um morador* contou que a polícia entrou nas casas batendo nas pessoas. “Chegaram a colocar sacolas na cabeça das pessoas. Mataram um e o que estamos sabendo é que crianças morreram no incêndio. Nós não temos nada a ver como que aconteceu”.  O fogo destruiu toda a Ocupação e os moradores estavam revoltados contra a Polícia.

A polícia que estava no local quando a imprensa chegou, disse que não será comunicado nada por enquanto. Bombeiros forma até o local para atender a ocorrência e ainda não há confirmação de mortos pelo incêndio. São mais de 600 famílias prejudicadas e que ficaram sem suas casas.

*O nome dos moradores será preservado para evitar possíveis perseguições

 

Edição: Ana Carolina Caldas