BH

Festival da reforma agrária terá 70 toneladas de alimentos sem veneno

Além da feira, a programação, que vai de sexta a domingo, conta com 30 atrações culturais e gratuitas

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Atividades vão acontecer no Parque Municipal, Centro da capital mineira / Foto: Reprodução/MST

Neste final de semana, de 14 a 16 de dezembro, acontece em Belo Horizonte o 2º Festival Estadual de Arte e Cultura da Reforma Agrária. Organizado pelo Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o evento comemora os 30 anos da organização em Minas Gerais com atividades gratuitas no Parque Municipal.

Na feira, serão oferecidas 70 toneladas de alimentos livres de agrotóxicos, produzidos nos acampamentos e assentamentos do movimento. Serão 120 variedades de produtos, com o destaque para o café orgânico e agroecológico Guaií, produzido no acampamento Quilombo Campo Grande, localizado no município de Campo do Meio, no Sul de Minas.

Além das delícias da roça, a programação conta com 30 atrações culturais, com a presença de cerca de 70 artistas. Sérgio Pererê conta que a intenção é continuar o conceito desenvolvido do Festival Livre Canções de Agora, que reuniu cantores, compositores e poetas no Armazém do Campo, em outubro deste ano. A ideia, segundo o músico, é sair um pouco do universo do show e realizar ações cooperativas entre a música, a poesia e a causa do MST.

“A programação vai navegar no universo da viola, da folia, da MPB, do samba, do hip hop. A gente está tentando fazer uma coisa que tenha a força rural e urbana, trazendo elementos da música ancestral e da contemporânea. Vamos ter fusões, encontros de artistas que já tiveram alguma relação antes ou que ainda se conhecem”, conta Pererê.

Serviço

O que: 2º Festival Estadual de Arte e Cultura da Reforma Agrária

Onde: Parque Municipal Américo Renné Giannetti, na Av. Afonso Pena, 1377 - Centro, BH

Programação completa.

Entrada gratuita.

Edição: Joana Tavares