Games

Jogo desenvolvido no Brasil apresenta menina nordestina como protagonista

No jogo de computador "Árida", a personagem principal deve enfrentar a seca no sertão no século 19

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Árida foi selecionado em 2017 por edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine), que investirá R$ 250 mil / Divulgação

Uma jovem da Bahia que ajuda sertanejos locais a lidar com a seca. Esse é motivo do jogo Árida. Prestes a ser lançado nas próximas semanas, o jogo de computador ocorre no semiárido brasileiro no século 19, e tem como protagonista Cícera, jovem negra e nordestina. 

Segundo os desenvolvedores do jogo, da Aoca Game Lab, o objetivo ao criá-lo foi valorizar as identidades locais, em um universo dominado por empresas e referências estrangeiras, apesar do crescimento nos últimos anos da produção de jogos no Brasil.

Árida foi selecionado em 2017 por edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine), que investirá R$ 250 mil. 

O grupo desenvolvedor trabalhou junto a historiadores e especialistas da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) para desenvolver o jogo.

A franquia será dividida em quatro episódios. O episódio 1 será lançado no primeiro trimestre de 2019, e poderá ser acessado pela plataforma de jogos Steam.

 

Edição: Mauro Ramos