Jornalismo

Editorial | Para 2019, uma visão popular de Pernambuco, do Brasil e do Mundo

Seguiremos lado a lado com povo brasileiro em uma resistência ativa aos tempos sombrios que vivemos

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Desde a sua posse, Bolsonaro tem travado uma guerra de palavras e ações contra os profissionais e as empresas de jornalismo / Roger

Em 2019 o Brasil de Fato Pernambuco completará três anos de circulação, sem interrupções, no estado de Pernambuco. Além da edição impressa que chega às ruas toda sexta-feira, também produzimos programas de rádio e conteúdo para nossa página na internet (brasildefatope.com.br). Nossa linha editorial continua sendo resumida naquele que é também nosso slogan, “uma visão popular de Pernambuco, do Brasil e do Mundo”. Nenhum outro momento de nossa existência foi tão difícil produzir jornalismo como este que estamos atravessando.

No último dia 1º de Janeiro, Jair Bolsonaro (PSL) assumiu a presidência do Brasil e, desde a sua posse, uma guerra de palavras e ações foi travada contra os profissionais e as empresas de jornalismo. O atual governo semeia o descrédito na imprensa em um ataque evidente à liberdade de expressão, opinião e à democracia brasileira.

Apesar de todas as dificuldades, é nosso objetivo continuar produzindo jornalismo comprometido com os trabalhadores e trabalhadoras de Pernambuco. A cada esquina, vereda, escolas e ruas existem histórias a serem contadas de gente que todo dia constrói um pouco esse estado e é nosso compromisso contá-las, assim como nos comprometemos a acompanhar os agentes públicos, sejam eles prefeitos, governador, vereadores e deputados eleitos, denunciando e cobrando quando necessário, mas não fazendo de nossas páginas um tribunal e, por isso, também ajudando a visibilizar as boas práticas – sim existem – da política.

Há previsões catastróficas que dizem que 2019 será o ano da extinção do jornalismo e das empresas de comunicação, nós acreditamos que é urgente que o jornalismo se reinvente, mas também que seja reconhecido como o melhor antídoto contra informações falsas. Contudo, para isso é urgente que se diminua as distâncias entre quem produz e quem consome informação. Em larga medida, essa distância já foi encurtada pela internet que, ao mesmo tempo que retira dos jornalistas a exclusividade na produção e definição das informações, também cria armadilhas, como as já tão debatidas, notícias falsas.

O ano de 2019 precisa ser de mais colaboração e atuação em rede, aqui falamos especialmente para os veículos, grupos, coletivos que dividem conosco as dores e as delícias de comunicação popular. Temos que fortalecer nossas coberturas, nos responsabilizando por tratar de temas que a imprensa corporativa não vai tratar, ou abordarmos esses mesmos temas a partir de outras óticas deixando sempre evidente para os leitores e leitoras nossa orientação editorial, assim como nossos compromissos, causas e bandeiras.

Aproveitamos também este espaço de opinião institucional do Brasil de Fato Pernambuco para reafirmar nossos compromisso com uma visão popular de Pernambuco, do Brasil e do Mundo e também com a luta pelo direito à comunicação, pela democracia, contra a censura e os ataques à liberdade de imprensa. Seguiremos lado a lado do povo brasileiro em uma resistência ativa aos tempos sombrios que vivemos.

Lutar: construir comunicação popular!

Edição: Marcos Barbosa