Ivan Valente: "Nunca tivemos um presidente tão despreparado quanto Bolsonaro"

Podcast
Imagem do logo do Podcast

Ouça o áudio:

Deputado do PSOL, Ivan Valente, é entrevistado nos estúdios da Rádio Brasil de Fato
Deputado do PSOL, Ivan Valente, é entrevistado nos estúdios da Rádio Brasil de Fato - José Eduardo Bernardes
Este governo é um retrocesso civilizatório

O programa "No Jardim da Política" desta quinta-feira (24) contou com a presença do deputado federal Ivan Valente, do PSOL, que falou sobre as denúncias da família Bolsonaro e a perspectiva de resistência de esquerda neste cenário político.

Valente começou a entrevista comentando sobre o breve e raso discurso do presidente em Davos, durante o Fórum Econômico Mundial: “Ele foi eleito pela mentira, só que agora chega a hora da verdade. Jogo é jogo e treino é treino, então ele tem que chegar em um evento e estar de posse de dados reais, mas ele não tem esses dados. A participação dele mostra um despreparo enorme, acho que ele mesmo está se dando conta disso, só que agora ele tem que governar o Brasil”, lamenta.

Segundo o deputado, Jair Bolsonaro foi eleito pelo agronegócio, que tem como principal objetivo expandir a fronteira agrícola por meio da “pistolagem no campo e grilagem de terras”.

As primeiras medidas tomadas por Bolsonaro, assim que eleito, demonstram que os anseios da bancada ruralista serão atendidos durante o mandato. Um dos exemplos são as questões indígenas. Para Valente, a responsabilidade e controle da demarcação de terras indígenas ter saído da Funai é uma atitude que repercute negativamente no mundo todo. “Bolsonaro tem uma lógica que é integrar o índio na sociedade, como se o índio quisesse vir pra cidade e viver na periferia”, aponta.

Outro ponto importante e que está em pauta na política e nos noticiários brasileiros é a questão das denúncias de corrupção envolvendo a família Bolsonaro. Sobre o assunto, Ivan ressalta que o discurso anti-sistema e anticorrupção pelo qual Bolsonaro se elegeu vem se esfarelando na prática. O deputado também apontou a situação do atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro, como complicada. “Moro se mostrou um juiz extremamente parcial. Ele participou da Lava Jato praticando várias ilegalidades, o que influenciou nos resultados do impeachment, por exemplo. Agora ele está nas malhas da corrupção, então, ou ele age ou se desmoraliza”.

Em relação aos enfrentamentos no Congresso Nacional, Valente ressalta que é necessário haver uma grande unidade do movimento popular, principalmente agora com a eleição para presidência da Câmara, que acontece no primeiro dia de fevereiro.

A atenção é na união para uma chapa ampla que represente a esquerda em oposição ao candidato Rodrigo Maia, do DEM, que, segundo Valente, vem com a agenda econômica neoliberal de Paulo Guedes. ”Estamos diante de uma nova realidade, de um governo que é um retrocesso civilizatório. A luta contra retirada de direitos e o arbítrio vai assumir outra potência, temos que estar preparados para um enfrentamento político gabaritado, com tolerância e sem sectarismo”, finaliza o deputado.

Além da entrevista no estúdio, o programa também contou com um bate papo com a artista plástica Andréa Tolaini. Ela fala sobre como retrata a sociedade e suas desigualdades em sua obra e também sobre o atual momento político brasileiro “o ridículo e a crueldade estão cada vez mais expostos. Quem é o verdadeiro Brasil está se mostrando”.  

Retransmissão

Há mais de seis meses no ar com programação ao vivo e diária, a Rádio Brasil de Fato permite que seus conteúdos sejam retransmitidos gratuitamente por rádios comunitárias e educativas, além de blogs e sites. Confira as possibilidades:

✔ Barra com o player para topo de site: https://player.hstbr.net/radioagenciabdf

✔ Link para Winamp: https://player.hstbr.net/radioagenciabdf/winamp.pls

✔ Link para iTunes: https://player.hstbr.net/radioagenciabdf/itunes.pls

✔ Mobile: https://player.hstbr.net/radioagenciabdf/mobile.m3u

Edição: Pedro Ribeiro Nogueira