América Central

El Salvador: FMLN reúne milhares em ato de encerramento de campanha presidencial

Ex-chanceler Hugo Martínez, da Frente Farabundo Martí de Libertação, concorre ao pleito salvadorenho no domingo

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Hugo Martínez reuniu milhares de pessoas durante ato que marcou encerramento da campanha eleitoral / Reprodução

Mais de 100 mil pessoas compareceram neste domingo (27) ao ato que marcou o encerramento da campanha de Hugo Martínez, candidato à presidência de El Salvador pelo partido de esquerda Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN).

Em discurso diante de apoiadores e partidários, Martínez afirmou que, em El Salvador, "a única esquerda é o FMLN". "Chegou a hora de lutar para que, no dia 3 de fevereiro, a justiça triunfe". 

O candidato também declarou que pretende governar para "que todos os salvadorenhos tenham acesso à educação e saúde", reafirmando o compromisso com o combate à corrupção, não permitindo que "grupos criminosos governem o país". 

Marcada para o próximo domingo (3), a eleição salvadorenha decidirá o sucessor do atual presidente Salvador Sánchez Cerén, também do FMLN, para o mandato de 2019 a 2024.

Em sua conta no Twitter, o presidente felicitou "a valente e heroica militância do FMLN, partido a que me sinto orgulhoso de pertencer. Com seu trabalho e organização, demonstramos novamente que a frente se mantém forte e unida na luta pelas transformações sociais em El Salvador".

Engenheiro industrial, escritor e diplomata salvadorenho, Martínez foi Ministro das Relações Exteriores entre junho de 2014 e maio de 2018, quando deixou o cargo para concorrer ao pleito.

Esta será a sexta eleição presidencial salvadorenha desde a assinatura, em 1992, dos acordos de paz que colocaram fim a doze anos de guerra civil no país. Ao todo, cerca de 5,2 milhões de eleitores devem comparecer às urnas no próximo domingo.



(*) Com TeleSUR

Edição: Aline Scátola