Salve!

Abril é mês do santo e orixá guerreiro

São Jorge no catolicismo, Ogum na umbanda e Candomblé, saiba onde reverenciar o símbolo da proteção e caminhos abertos

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Conta a história que Jorge, nascido em 275, morava na Capadócia, hoje Turquia, e era um alto comandante do exército romano / Foto: Rafaella Dotta

Dia 23 de abril é dia de saudar o guerreiro valente, que fortalece os seus devotos e os protege dos inimigos. O sincretismo religioso – mistura de religiões – permite que ele seja celebrado tanto pelo catolicismo quanto pelas religiões de matriz africana, com feijoadas, missas, giras e festas. Ele é São Jorge para os católicos e Ogum para os umbandistas e candomblecistas.

Ogum, senhor das batalhas

Na religião africana yorubá, os orixás são como intermediários entre Olórun (Deus) e os seres humanos. Ogum é o orixá de vestes azul e brancas ou vermelho e brancas, senhor do ferro, da guerra, da agricultura e da tecnologia. Seus filhos costumam pedir força e proteção. As ervas mais ligadas a Ogum são a Abre Caminho, Arruda, Folha de Seringueira e Espada de Ogum (ou São Jorge).

Em Belo Horizonte, a Tenda de Umbanda Caboclo Pena Branca faz pelo quinto ano uma feijoada para Ogum. Dia 21 (domingo), às 19h, Rua Confrade Machado, 21, Nova Esperança. Na terça (23), é a vez do Centro Espírita São Jorge Guerreiro reverenciá-lo, às 19h30, com sua 4ª Festa & Feijoada de Ogum. E no último domingo de abril (28), o Templo Escola Ogum Sete Espadas faz a II Feijoada de Ogum, às 12h, na Avenida Cristiano Machado, 297.

Na arte também tem proclamação. A Flores de Jorge Companhia Cênica apresenta o espetáculo “Ogum”, que conta histórias do orixá e também aborda a tolerância religiosa. A peça está em cartaz de 12 a 21 de abril (sexta às 20h, sábado às 20h e domingo às 19h), no Sesc Palladium, Av. Augusto de Lima, 420. O ingresso é R$ 15 e a meia entrada R$ 7,50.

São Jorge contra o dragão

Conta a história que Jorge, nascido em 275, morava na Capadócia, hoje Turquia, e era um alto comandante do exército romano. Depois de ver a crueldade com que o imperador tratava os cristãos, Jorge se rebelou. Foi preso e torturado, mas passou a ter cada vez mais fé nas palavras de Jesus Cristo. Morto pelo império romano, foi tornado santo.

Uma grande festa em sua homenagem acontece na Paróquia São Jorge entre os dias 21 e 23 de abril, na capital mineira. Nos dois primeiros dias a festa começa às 15h, com missa às 19h. No dia do santo, 23 de abril, as missas começam às 6h, finalizando às 19h com uma celebração solene ao padroeiro. A paróquia fica na rua Corcovado, 425, bairro Jardim América.

Ogum

“Sim, vou na igreja

festejar meu protetor 

E agradecer por eu ser mais um vencedor 

Nas lutas nas batalhas 

Sim, vou no terreiro pra bater o meu

tambor 

Bato cabeça e firmo

ponto, sim senhor 

Eu canto pra Ogum”

Música cantada por Zeca Pagodinho, compositores Marquinho PQD e Claudemir

 

Edição: Joana Tavares