Rádio

Programa Rede Lula Livre completa um ano com transmissões diárias

Produzido pela Rádio Brasil de Fato, programa é retransmitido em 15 rádios de todo o país

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,

Ouça o áudio:

Programação vai ao ar de segunda à sexta-feira, das 9h45 às 10h / Franciele Petry

Há um ano, ouvintes de diferentes partes do Brasil podem acompanhar e desejar um ‘bom-dia’ para o ex-presidente Lula junto com as pessoas que estão em vigília permanente em frente à sede da Policia Federal, em Curitiba, onde o petista esta preso. 

Isso porque, desde 14 de maio de 2018, vai ao a Rede Lula Livre, programa de rádio transmitido de segunda a sexta-feira e que traz as principais notícias relacionadas à prisão do ex-presidente Lula. O programa é produzido pela rádio Brasil de Fato diretamente de Curitiba e retransmitido em rádios do Piauí, Maranhão, Paraíba, Bahia, Ceará, São Paulo e Distrito Federal.  

Apresentador da Rede Lula Livre, Gabriel Carriconde conta quem, além de trazer a notícias relacionadas à Vigília Lula Livre, em Curitiba, o programa também fala da situação do país, diretamente relacionada à prisão do petista. “O papel da Rede Lula Livre agora não é só falar da prisão do ex-presidente, mas de toda a situação que se criou a partir dessa prisão. A gente fala da reforma da previdência, da luta contra os cortes na educação, denunciamos todos esses retrocessos que têm a ver com a prisão do Lula. Não é o Lula que está preso: programas como o Universidade para Todos, o Minha Casa Minha Vida, crédito para a agricultura familiar também estão presos”. 

Nesses 365 dias, desde que começou a ser transmitida diariamente, a Rede Lula Livre noticiou diversos momentos importantes relacionados à prisão de Lula. O programa trouxe vozes nacionais e internacionais como a do ator estadunidense e embaixador da boa vontade da ONU, Danny Glover, do linguista e sociólogo Noam Chomsky, do argentino e ganhador do prêmio Nobel da Paz, Adolfo Peréz Esquivel, além da médica cubana e filha de Ernesto Chê Guevara, Aleia Guevara.

O programa também deu eco às vozes de diferentes partes do país que vêm até Curitiba prestar solidariedade a Lula. E de pessoas que não conseguem vir até a capital paranaense, mas enviam mensagens de apoio apelo WhatsApp da Rede Lula Livre. 

Presidente do partido dos Trabalhadores do Paraná, Doutor Rosinha destaca a importância de iniciativas de comunicação que tragam uma visão popular do Brasil e do mundo. “Lula é vítima da construção pela imprensa empresarial. E nós temos a resistência da imprensa alternativa no Brasil de Fato e nesse um ano da Rede Lula Livre”. 

A Rede Lula Livre vai ao ar de segunda à sexta-feira, das 9h45 às 10h, na Rádio Brasil de Fato e em rádios parceiras. 

Edição: Frédi Vasconcelos