AMÉRICA LATINA

Estados Unidos suspendem voos que tenham destino ou partam da Venezuela

Governo norte-americano alega que medida será adotada por motivos de segurança; presidente venezuelano criticou decisão

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Medida atingirá voos comerciais e de carga; diligência dá prosseguimento a ação tomada em 1º de maio / Wikimedia Commons

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (15) a suspensão imediata de todos os voos comerciais e de carga que tenham destino ou partam da Venezuela. Washington alega que a ação se trata de uma medida de segurança.

“As condições na Venezuela ameaçam a segurança dos passageiros, das aeronaves e da tripulação que viajam para ou a partir desse país”, afirma uma carta enviada pela pasta de Segurança Interna ao Ministério dos Transportes. 

A legislação norte-americana permite que o governo adote medidas imediatas para suspender a atuação de empresas aéreas nacionais e estrangeiras ao alegar motivos de segurança. 

A diligência dá prosseguimento a um anúncio feito no dia 1º de maio pela Administração Federal de Aviação (FFA, na sigla em inglês). Na ocasião, o órgão proibiu que os operadores de aeronaves e pilotos certificados pelos Estados Unidos voem abaixo de 26 mil pés sobre território venezuelano. 

Venezuela critica medida

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou a suspensão adotada pelo governo dos Estados Unidos e afirmou que a decisão irá prejudicar a própria população norte-americana. 

“Prejudicaram a si mesmos, prejudicaram os cidadãos e a liberdade de circulação por meio dos voos comerciais”, afirmou Maduro em um discurso feito no Palácio de Miraflores. 

O presidente venezuelano também criticou seu homólogo estadunidense, Donald Trump.

“Onde está, senhor Trump, a liberdade que você prega? Toma esta decisão por ódio, por vingança, por despeito, e prejudica o cidadão comum, especialmente da classe média”, disse. 

Edição: Aline Carrijo