Alerta

Ferramenta digital faz monitoramento automático de liberação de agrotóxicos no Brasil

Perfil no Twitter fará alertas imediatos a partir das publicações do Diário Oficial da União

Brasil de Fato | Brasília (DF)

,
Apenas nos primeiros meses de 2019, 166 novos registros foram liberados / Por Trás do Alimento/Reprodução

Desde o início do governo Jair Bolsonaro, 166 novos registros de agrotóxicos – para novas substâncias ou novos usos – foram aprovados. Do total, 48 tem a classificação “extremamente tóxicos”. Para acompanhar as novas liberações a Agência Pública e Repórter Brasil lançaram uma ferramenta digital que fará um monitoramento automático de novas permissões. 

O Robotox, parte do projeto "Por Trás do Alimento”, é um mecanismo que realiza a leitura do Diário Oficial da União buscando a publicação de novas licenças. Caso encontre alguma, publica automaticamente em seu perfil de Twitter. A ideia é facilitar o acompanhamento da população em torno da questão.

“Criamos essa ferramenta para os cidadãos poderem acompanhar. É preciso que essa política tenha mais transparência e seja mais debatida com a população”, explica Natália Vianna, co-diretora da Pública

As postagens contarão com informações básica do produto e das empresas que o produzem, além da classificação de toxicidade. 

“Essa é a segunda ferramenta com dados sobre agrotóxicos que lançamos esse ano, a primeira foi o mapa sobre a contaminação da água que chega às torneiras dos brasileiros. Nos dois casos, trabalhamos para dar transparência a dados que são públicos”, afirma Ana Aranha, jornalista da Repórter Brasil.

É possível acessar o perfil do Robotox clicando aqui.

Edição: Aline Carrijo