Pão francês: uma mistura simples que mata a fome do trabalhador

Imagem do logo do Podcast

Ouça o áudio:

Embora muitas dietas defendam eliminar o consumo, o pão é um alimento extremamente importante na cultura alimentar dos trabalhadores
Embora muitas dietas defendam eliminar o consumo, o pão é um alimento extremamente importante na cultura alimentar dos trabalhadores - Converso Comunicação
Os pães permitem variadas formas de preparos e misturas com outros alimentos

Quem não adora um pãozinho com manteiga logo pela manhã? Muito característico do café matutino do brasileiro, o pão é também um dos alimentos mais populares do mundo, consumido em inúmeras sociedades há séculos.

Um dos pães mais populares é o francês, chamado de cacetinho na Bahia e no Rio Grande do Sul. Em outras regiões, ele ainda recebe o nome de carequinha ou de sal.

Embora muitas dietas defendam eliminar o consumo, o pão é um alimento extremamente importante na cultura alimentar das trabalhadoras e trabalhadores do Brasil, tanto por ser financeiramente acessível quanto por trazer sustância nas refeições do dia a dia, sendo um alimento aproveitado também como fonte de renda familiar.

A Nutricionista Flávia Rodrigues dá dicas de como consumir o alimento de formas mais nutritivas e cita outros alimentos que podem acompanhar o pãozinho.

“O que vai depender dele ser um alimento mais saudável, mais rico em fibras e vitaminas e nutrientes, é aquilo que a gente vai colocar dentro. Se a gente escolher opções com o valor nutricional melhor, como o queijo branco, ou patê de frango e de atum, ou até mesmo as pastas de grão de bico, a gente consegue um valor nutricional melhor”.

Por ser uma massa de consistência elástica, com base de farinha de trigo, água, sal, açúcar e óleo, os pães permitem variadas formas de preparos e sabores. Com essa mistura básica você pode acrescentar outros ingredientes, desde doces, especiarias, carnes e frutas secas ou cristalizadas.

Na publicação  “Alimentos Regionais Brasileiros” de 2015 do Ministério da Saúde, é possível conhecer novos jeitos de comer pães com ingredientes riquíssimos para o organismo, como o pão de beterraba, de macaxeira, batata-doce e até mesmo de açaí e cará. A nutricionista fala sobre as variedades no modo de preparo e a importância nutricional de se consumir pães de diversos sabores.

“Essas formas de fazer pães, acrescentando beterraba ou espinafre, por exemplo, é muito legal porque você aumenta o aporte de vitaminas e minerais no pão, só que a gente pode melhorar isso, acrescentando grãos, mudar o tipo de farinha que a gente vai colocar no pão. Ao invés de utilizar uma farinha refinada, a gente pode usar uma farinha integral ou pode usar uma farinha de arroz, aveia, acrescentar linhaça ou chia, grãos que vão melhorar o valor nutricional e o aumento de fibras desse pão e com isso, a gente também consegue diversificar as formas de consumo”, explica.

No dia a dia, podemos explorar os diversos ingredientes brasileiros e fazer deliciosas receitas de pães artesanais, por exemplo. Mas, se você acha que não leva jeito para cozinhar, é possível achar essas variações do tradicional pãozinho francês, em mercados, padarias e até em algumas lojas a granel.

 

Edição: Michele Carvalho