Solidariedade

MST e Congresso do Povo realizam mutirão para revitalizar colégio público de Curitiba

O mutirão cuidou da arborização e da revitalização do colégio, com limpeza do pátio onde são realizadas as atividades

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Integrantes do MST e do Congresso do Povo realizaram um mutirão de solidariedade no colégio estadual Santos Dumont / Cristian Martins

Neste sábado (01), integrantes do MST e do Congresso do Povo realizaram um mutirão de solidariedade no colégio estadual Santos Dumont, localizado no bairro Guaíra, em Curitiba (PR).

A escola tem 43 anos e hoje atende 367 alunos, no período da manhã, tarde e noite e nos níveis fundamental e médio.

O mutirão cuidou da arborização e da revitalização do colégio, com limpeza do pátio onde são realizadas as atividades recreativas, pintura e reparos das salas de aula. Os militantes também preparam o espaço da horta, onde futuramente serão cultivadas ervas medicinais.

"O objetivo não é só trabalhar, mas sim como forma de protesto contra um governo que quer sucatear a educação, e também uma forma de dialogarmos com esses espaços e na realidade da comunidade urbana", relata Joabe Oliveira, integrante do Congresso do Povo.

Luciana Ramos Mendes, diretora auxiliar da escola há sete anos, ficou muito agradecida pela ajuda dos companheiros, e convidou para voltarem para que os alunos também tenham esse contato com o Movimento e saibam mais sobre essa luta.

“É muito bom tê-los aqui e acho muito importante vir durante a semana para os alunos terem esse contato com vocês, não só com a terra, mas saber a história do Movimento o porquê vocês estão nesse Movimento. Até porque a maior parte dos nos alunos vêm do Parolim, de uma situação bastante vulnerável, de risco mesmo. Então eles aprenderam essa situação que a gente tem que lutar por melhores condições de vida, por condições mais dignas e por respeito”.

WhatsApp Image 2019-06-01 at 18.06.03.jpeg



Aliança entre o campo e a cidade

Os agricultores e agricultoras do MST que participaram da atividade são moradores de assentamentos e acampamentos da região Oeste do Paraná. Eles estão em Curitiba há cerca de 10 dias integrando a brigada da Vigília Lula Livre.

“Nós passamos por uma semana de estudos e sabemos a importância  que o conhecimento tem. É muito prazeroso vir contribuir em espaços diferentes, mesmo sabendo que a responsabilidade por viabilizar a infraestrutura do colégio é dos órgãos públicos”, afirma Adair Gonçalves, militante do MST da região oeste do Paraná.

Congresso do Povo

A iniciativa do Congresso do Povo e da Frente Brasil Popular, que reúne cerca de 80 entidades nacionais, entre elas o MST. O Movimento organiza outras ações nos marcos do Congresso em Curitiba e em outros municípios do estado.

WhatsApp Image 2019-06-01 at 18.06.05.jpeg

Edição: Laís Melo