MÚSICA

Pramit lança seu disco digital "In Natura" e faz show em Porto Alegre

O músico e compositor paraense radicado no Rio Grande do Sul desde 2004 disponibiliza o disco em seu site

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS)

,
show de lançamento será no dia 18 de junho, às 20h, no Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana / Foto: Divulgação

O músico e compositor paraense, Pramit, radicado no Rio Grande do Sul desde 2004, fará o lançamento de In Natura, seu disco digital, no dia 12 de junho em todas as plataformas, que podem ser acessadas pelo seu site www.pramit.com.br. O show de lançamento será no dia 18 de junho, às 20h, no Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 Porto Alegre). Ingressos antecipados podem ser adquiridos a R$ 35,00, no Namastê (Rua da República, 528 Cidade Baixa).

Também já está marcado o lançamento em sua terra natal, Belém do Pará, no dia 28 de junho, no Sesc Boulevart. Pramit também levará seu trabalho para a Europa, em setembro, quando apresentará em Viena, Praga, Barcelona, Porto e Lisboa.

O disco

O álbum é resultado de 3 anos de trabalho e muitas mãos. Gravado no estilo old school, todo ele acústico, orgânico, como gosta de dizer. Produzido pelo uruguaio Federico Trindade, reuniu músicos brasileiros e estrangeiros de norte a sul. O disco tem a cara desse encontro: a sensualidade do tambor amazônico acariciado pelas ondas da música caribenha, a viola caipira nordestina, o acordeom do regional gaúcho, todos sentados à mesa com um contrabaixo escolado no Jazz, tocado pelo dinamarquês Albert Reinholdt.

O repertório, composto de 11 músicas de sua autoria, conta sobre uma série de encontros e despedidas, sobre idas e vindas, sobre saudades e amores. Natureza, Amanhecer e Te ter são músicas que falam sobre o amor, sobre a profundidade da entrega. A primeira delas, Pramit canta no disco com Beatriz Rabello, uma das vozes que desponta na música popular brasileira, filha do compositor e violonista Paulinho da Viola. A música “O Cantor” surgiu de uma parceria com cantor e compositor paulistano Paulo Novaes. Em Sinais, composta após um show dos amigos Carmem Correia e Tiago Rubens no Palco, o artista recorre ao que tem de mais profundo na poesia seca e dolorida do cancioneiro nordestino.

Pramit convida para dividir o palco músicos que de alguma forma fizeram parte desse processo, velhos e novos amigos como Sander Frois, guitarrista e compositor do Chimarruts, a cantora Raquel Leão, o flautista Pedrinho Figueiredo, Gabriel Romano no acordeon e Gutcha Ramil. Para Pramit, o amor é o sentido de compor e cantar. Amar é a condição humana in natura, é a saída para enfrentar os problemas do mundo.

Para homenagear sua cidade natal, Pramit compôs Por lá, com aqueles olhos atentos à beleza das coisas cotidianas, é uma música suave e quente como o vento à beira do rio Guamá, uma música inspirada pelo clássico do repertório regional, do compositor brasileiro Chico Senna. Sem poder conter o tambor que pulsa dentro do peito, Saudação é festa, é roda de carimbó, uma reverência aos mestres: pela importância do ritual, Pramit recorreu ao tambor de JP, percursionista paraense que acompanha Dona Onete, a grande diva do carimbó paraense na atualidade. A canção é de encerramento, não propriamente pelo fim, mas como a despedida de um cortejo, que ao passar nos inunda de alegria e deixa o silêncio.

Serviço:

Lançamento do disco digital (www.pramit.com.br) em todas as plataformas dia 12 de junho.

Show de lançamento do disco In Natura dia 18 de junho 2019.

Horário: 20 horas

Local: Teatro Bruno Kiefer

Ingresso: 35 reais (local de venda antecipada – Namastê - Rua da República 528)

Edição: Marcelo Ferreira