CULTURA

Espetáculo de dança africana está em cartaz no Rio de Janeiro

"Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá" desperta o imaginário do público sobre tradições ancestrais

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

,
Teatro Municipal Carlos Gomes recebe curta temporada do espetáculo / Cosmogonia Africana/Marcelo Reis

O espetáculo de dança "Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá" está em cartaz entre os dias 5 e 14 de julho no Teatro Municipal Carlos Gomes, no centro do Rio de Janeiro. A produção é realizada pela companhia Tambor de Cumba. A apresentação sugere uma reflexão sobre o surgimento das primeiras formas de vida no mundo através das tradições dos povos africanos e iorubás.

Em entrevista ao Programa Brasil de Fato RJ, a bailarina Aninha Catão, diretora artística e coreógrafa do espetáculo, destacou o caráter educativo da arte ao despertar o imaginário do público. “A arte democratiza, torna lúdico, através do prazer e diversão, ela informa. Foi um caminho longo de pesquisa e dedicação, mas tudo em prol do nosso povo e do resgate das nossas culturas, do empoderamento enquanto povos pretos de matriz africanas. As pessoas vão poder refletir sobre aqueles ancestrais, orixás enquanto pessoas que existiram e tinham suas formas de vida, hábitos culturais”, explicou.

Em agosto, o espetáculo de dança estará em cartaz em Duque de Caxias no Teatro Municipal Raul Cortez e na Arena Carioca Fernando Torres, em Madureira. "É importante que o mundo conheça a visão do povo iorubá que tanto contribuiu para existência da identidade do povo brasileiro. Cosmogonia é um levantamento histórico que busca a elevação da autoestima dos povos de tradição e matriz africana, sobretudo a iorubá. Aninha conseguiu traduzir esse sentimento através da coreografia”, contou Marcelo Monteiro, pesquisador do Cosmogonia.

SERVIÇO:

Cosmogonia Africana – A Visão de Mundo do Povo Iorubá

Datas: De 5 a 14 julho 

Horários: Sextas e sábados às 19h e domingo às 18h

Valor: R$30 (inteira) e R$15 (meia)

Local: Teatro Municipal Carlos Gomes, Praça Tiradentes, s/nº, centro do Rio de Janeiro

Edição: Jaqueline Deister | Redação: Clívia Mesquita | Entrevista: Denise Viola