MOBILIZAÇÃO

Sindipetro faz ato na Refinaria Abreu e Lima na manhã dessa quarta (10)

Trabalhadores estão em Assembleia discutindo privatização da refinaria e Reforma da Previdência

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Entrada da refinaria foi obstruída para garantir paralisação da categoria / MST PE

Na manhã dessa quarta (10), o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria do Petróleo (Sindipetro PE/PB) esteve na refinaria de Abreu e Lima, em ato organizado junto com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Movimento Camponês Popular (MCP). As principais pautas do ato são o posicionamento contrário da categoria à privatização da Petrobrás, que vem sendo negociada desde o início do ano pelo Conselho de Administração da Petrobrás e contra a Reforma da Previdência, que após a avaliação das comissões na Câmara dos Deputados, foi colocada em votação ainda durante essa madrugada.

A privatização de oito das 13 refinarias da Petrobrás está em debate desde o início do ano, quando o Conselho da empresa autorizou a venda numa Assembleia que vem sendo questionada pelo Sindipetro. Nas últimas semanas, o Termo de Compromisso de Cessação (TCC) foi aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o que iniciaria o processo de desinvestimento em produtos próprios, insumos e infraestrutura.

Já em relação a reforma da previdência, o texto-base da proposta e as sugestões de alteração entraram na pauta da Câmara na madrugada dessa quarta. A bancada apoiadora da reforma vem acelerando o processo justificando o recesso da Câmara, o que pode arrastar ainda mais a votação e dar tempo para que a oposição consiga a quantidade de votos suficientes para derrubar a PEC.

Nesse momento e até o fim da manhã os petroleiros estão reunidos em Assembleia discutindo e votando encaminhamentos locais e nacionais direcionados a essas pautas.

Edição: Monyse Ravenna