COLUNA DOS CLUBES

Coluna Coral | De grão em grão... gol

Infelizmente, todo o esforço da torcida de ir ao Arruda não foi recompensado

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Depois de toda a publicidade e convocação da torcida, mais um vexame foi registrado / Carlos Vonnonni

Marketing. Campanha. Convocação. Três palavras encontradas no vídeo que incentivou mais de 25 mil tricolores a irem ao Arruda na última sexta-feira (5). Apesar da expectativa para ver o Santinha entrando em campo, mais uma vez o clube falhou no esquema de segurança para a venda de ingressos na bilheteria que, agora, definitivamente, é na rua das Moças. Pessoas furando fila e desordem. Práticas que já repetiram além da conta nesta Série C. Dentro do estádio, o setor das cadeiras foi aberto ao público geral, logo lotou. Atrás da barra, uma festa impagável. O escudo, tinha gente quase pendurado para assistir a partida. Momentos de sufoco, mas, com exceção dos programas estruturais do time, todo o resto faz parte do espetáculo, faz parte da vontade de estar perto e de ver o Santa Cruz em campo.

Infelizmente, todo o esforço da torcida de ir ao Arruda, enfrentar fila de bilheteria e aperto no estádio não foi recompensada com a vitória. Passou longe disso. Time apático, jogadores durante o primeiro tempo pareciam estar goleando o Ferroviário de tão relaxados que estavam em campo. Depois de toda a publicidade e convocação da torcida, mais um vexame foi registrado. Perder é natural, acontece, principalmente sendo contra o líder do grupo A. Um time bem organizado, que marcou em cima a todo o momento. Mas quando falta vontade na equipe, a derrota passa a ser injustificável. Sem criatividade, quase nenhum chute a gol. Na sexta, conhecendo o Santa, esperar demais acabou sendo prejuízo.

*Julia Rodrigues é torcedora do Santa Cruz e integra o Movimento Coralinas

Edição: Monyse Ravenna