HUMANIZAÇÃO

Prefeitura de João Pessoa abre inscrição para curso de Doulas

O processo de seleção visa a formação de Doulas Comunitárias Voluntárias e Educadora Perinatal. Veja o edital

Brasil de Fato | João Pessoa - PB

,
Desde a sua implantação, mais de mil mulheres já foram atendidas por Doulas no Instituto Cândida Vargas (ICV). / Foto: Secom/PMJP

A Prefeitura Municipal de João Pessoa abriu inscrições para o processo de seleção do curso de formação de Doulas Comunitárias Voluntárias e Educadora Perinatal. As inscrições podem ser feitas nas sedes dos Distritos Sanitários de João Pessoa, na sede da Secretaria de Mulheres, nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) até o dia 23 de agosto.

O curso é uma ação da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM), em parceria com o Instituto Cândida Vargas (ICV), Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e Associação de Doulas da Paraíba. As vagas são limitadas e é necessário que a candidata tenha, no mínimo, 21 anos. O edital completo está disponível no link: https://midi.as/GwN2 .

Segundo Joana Brustolin, da Coordenação de Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos da SEPM (Secretaria de Políticas para as Mulheres), a ação este ano está se ampliando: "Esta é a sexta turma do curso, porém a primeira com formação para doula e educadora perinatal. O curso terá uma carga um pouco maior que a dos anteriores, serão sete módulos teóricos, além da carga prática e tem o enfoque na educadora perinatal que é mais ligada ao pré-parto às rodas de gestantes, a troca de experiência, explicar as mudanças no corpo durante a gestação e, principalmente, a importância do pré-natal porque nos índices de morte materna é gritante o número de mortes evitáveis, aqueles que teriam como ser evitados se as mulheres tivessem feito os exames do pré-natal”, explica ela.

O objetivo do curso é facilitar o processo de humanização da assistência ao trabalho de pré-parto, parto e puerpério imediato, contribuindo para o trabalho de humanização do parto, desenvolvido pela Prefeitura de Municipal de João Pessoa (PMJP), além do trabalho voluntário do ICV.

Mulheres recebendo certificados da terceira turma do ‘Curso de Formação de Doulas’ (Foto: SECOM/PMJP)

Para a secretária de políticas públicas para Mulheres Adriana Urquiza, pensar a assistência humanizada no parto é pensar na liberdade, na integralidade. “As doulas oferecem conforto, encorajamento, tranquilidade, suporte físico e emocional em um dos momentos mais transformadores da vida de uma mulher”, explica. A secretária lembra ainda que desde 2015, uma lei municipal garante a permanência delas nas maternidades públicas e privadas de João Pessoa e que o trabalho desenvolvido pelas doulas tem provocado um aumento no número dos partos normais, diminuição da duração do trabalho de parto, de pedidos de anestesia, do uso de ocitocina e diminuição no uso de fórceps.

Conteúdo – O curso possui uma carga horária de 212 horas, sendo 56 horas de formação teórica, 156 de parte prática. Este ano a formação traz uma inovação, a Educação Perinatal, com o objetivo de fortalecer o atendimento do serviço da atenção básica em relação às gestantes. A Educadora perinatal orienta, auxilia, informa e apresenta as mudanças físicas e emocionais da gravidez, parto e puerpério; ajuda na elaboração do plano de parto; apresenta recursos não-farmacológicos para lidar com a dor e os desconfortos durante a gravidez, parto e pós-parto; colabora com a formação do vínculo mãe e bebê, com o aleitamento materno, acompanha o processo de gestação.

Na parte teórica do curso são abordados temas como: o trabalho de uma Doula; voluntariado; ética profissional; dinâmicas do parto; aleitamento materno; e práticas integrativas (exercícios preparativos para o trabalho de parto). As aulas práticas acontecem dentro do Instituto Cândida Vargas, e USF´s, as alunas, supervisionadas, trabalham diretamente com as mães e com os profissionais da área da saúde. No final do curso é feita uma avaliação e só após essa análise é entregue o certificado de conclusão do curso.

Edição: Cida Alves