ABUSO

Policiais a cavalo são flagrados conduzindo homem negro amarrado nos EUA

Caso ocorreu na cidade de Galveston, no Texas; detido foi diagnosticado com transtorno bipolar e esquizofrenia

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Foto viralizou na internet, gerando uma grande indignação nos EUA, onde usuários compararam a cena com casos ocorridos durante a escravidão / Foto: Reprodução

Dois policiais brancos montados em cavalos foram flagrados no sábado (3) conduzindo um homem negro algemado e preso por uma corda. O fato ocorreu na cidade de Galveston, no Texas, Estados Unidos. 

A foto viralizou na internet nesta semana, gerando uma grande indignação nos EUA, onde usuários compararam a cena com casos ocorridos durante a escravidão. 

O detido, identificado como Donald Neely, 43 anos, é suspeito de violação de propriedade. Escoltas como essa, em situações normais, não ocorrem com o uso de cavalos, e sim de viaturas. Neely possui transtorno bipolar, esquizofrenia e dorme regularmente nas ruas, segundo informações de meios de comunicação locais.

O chefe de polícia de Galveston, Vernon Halle, afirmou na segunda-feira (5) que, no momento da detenção, somente agentes da cavalaria estavam disponíveis, por isso o uso de viaturas não foi feito. 

Em um comunicado, a corporação da cidade também disse que transportar pessoas algemadas a cavalo é algo utilizado dentro de alguns cenários, como na contenção de multidões. A polícia, no entanto, declarou que a condução de Neely foi uma “decisão ruim”. 

“Embora essa seja uma técnica treinada e a melhor prática em alguns cenários, acredito que nossos oficiais demonstraram um mau julgamento neste caso e poderiam ter esperado por uma unidade de transporte no local da detenção […] Nós imediatamente mudamos a política para evitar o uso desta técnica e revisaremos todos os treinamentos e procedimentos”, disse Vernon Halle. 

Segundo James Douglas, presidente da filial de Houston da National Association for the Advancement of Colored People (NAACP), organização que defende o direito dos negros, a ação é inaceitável. 

O pré-candidato democrata à Presidência Beto O’Rourke também criticou o modo em que a detenção foi efetuada. “Um homem negro preso por uma corda por dois agentes da polícia a cavalo em 2019 […] Devemos denunciar isso porque é racismo completo”, disse. 

Para responder às críticas, a polícia de Galveston afirmou nesta quinta-feira (8) que irá abrir uma investigação sobre a detenção. “A Divisão Texas Ranger do Departamento de Segurança Pública do Texas e o Gabinete do Xerife do Condado de Galveston concordaram em realizar as investigações”, afirma a nota.

*Com informações de agências de notícias.

Edição: João Paulo Soares