COMUNITÁRIA

Rádio Voz Popular  da Comunidade São Rafael celebra 19 anos

O Instituto Voz Popular está organizando um dia de atividades para comemorar a data

Brasil de Fato | João Pessoa - PB

,

Ouça o áudio:

Rádio Comunitária Voz Popular comemora 19 anos / Card de divulgação

A Rádio Comunitária Voz Popular, da Comunidade São Rafael, em Joao Pessoa, comemora no próximo sábado, dia 17 de agosto, 19 anos a serviço da comunicação popular. Para celebrar a data festiva, o Instituto Voz Popular estará realizando várias atividades que terão início às 8h e se estenderá até às 22h.

Os festejos dos 19 anos da Voz Popular começam com um mutirão de limpeza da Praça São Rafael. Às 12h, ocorrerá uma feijoada para os participantes do mutirão. Às 14h, começa a programação ao vivo da web rádio Voz Popular. As crianças da comunidade não ficarão de fora dos festejos dos 19 anos da Voz Popular. Às 14h terá um pula-pula para elas, e as 14:30 apresentações de crianças do Projeto Voz Popular.

Às 16:30 terá a entrega do Prêmio Pozo de serviços prestados à Comunidade São Rafael. E a partir das 19h, terá início as apresentações culturais. Toda a programação vai ocorrer em frente à Casa do Vizinho, Rua Arquivista Jonathas Carecas, Comunidade São Rafael, João Pessoa.

O Instituto Voz Popular, antigo Centro Popular de Cultura e Comunicação, existe desde 2005.  Desde o início, tem promovido ações de desenvolvimento comunitário, as quais têm colaborado com o processo de transformações sociais e locais da Comunidade São Rafael e vizinhanças.

O Instituto, ainda,  desenvolveu diversas ações nas quais a Comunidade tem participado e se tornado referência nas áreas de: Radiodifusão Comunitária, Economia Solidária, Finanças Solidárias, Bancos Comunitários, Moeda Social, Pontos de Cultura, campanhas de combate à prostituição, de prevenção às DST/HIV/AIDS, de desenvolvimento de ações promotoras do sentimento de pertença e afirmação de identidades das crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos.

“A rádio permitiu que a comunidade que durante anos não teve voz pudesse construir seu conceito de informação que ela queria ouvir. A gente durante anos teve a comunidade nas manchetes policiais como uma comunidade violentam, uma comunidade controlada pelo crime. Tudo que acontecia de ruim na área do Castelo Branco, Torre, Miramar, Tambauzinho, sempre era a Comunidade São Rafael, que levava a culpa. A rádio mostra trouxe visão para a comunidade, mostrando as coisas boas, diminuindo significativamente essa visão negativa que tinham da comunidade”, disse Daniel Pereira, do Instituto Voz Popular.

O Instituto Voz Popular trabalha pela democratização da comunicação e com outras iniciativas como a economia solidária. A rádio é fundamental nesse processo. Segundo Daniel, na comunidade existe uma padaria comunitária, um banco comunitário e uma moeda social. “Depois da comunidade São Rafael surgiram outros bancos comunitários. Um na cidade de Lagoa de Dentro, no Brejo, e outro em Pombal, no sertão paraibano. E agora estamos organizando uma nova sede, que será a primeira sede 100% sustentável com energia renovável de uma associação em João Pessoa. A rádio deu origem a várias ações que vem mudando a Comunidade São Rafael. A partir da comunicação é possível construir uma comunidade melhor”, concluiu Daniel. 

 



 

Edição: Joel Cavalcante