saúde

Crianças menores de um ano devem tomar a dose extra da vacina contra o sarampo

Ministério da Saúde divulgou nova orientação após aumento dos casos da doença

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

São Paulo registrou 1.662 casos de sarampo / Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde passou a recomendar uma dose extra da vacina contra o sarampo. Crianças de 6 a 11 meses e 29 dias devem receber a chamada "dose zero". A nova orientação foi apresentada nesta terça-feira (20) após o aumento de casos da doença em 11 estados. 

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, ressalta que esta é uma medida preventiva. “Nós estamos preocupados com essa faixa etária porque em surtos anteriores foram as crianças menores de um ano que evoluíram para casos mais graves e óbitos. Por isso, é preciso que todas as crianças na faixa prioritária sejam imunizadas contra o vírus do sarampo, considerando a possibilidade de trânsito de pessoas doentes para regiões afetadas e não afetadas”, explica.

Segundo o boletim do ministério, divulgado no mesmo dia, o Brasil registrou 1.680 casos da doença, entre 19 de maio e 10 de agosto de deste ano.  A orientação vale especialmente para São Paulo, onde foram identificados 1.662 casos. Em seguida está o Rio de Janeiro, com seis. Além da dose extra, as crianças devem seguir o Calendário Nacional de Vacinação: 12 e 15 meses de vida. 

 

 

 

Edição: Daniel Giovanaz