NOVO RG

Saiba o que muda no novo Registro Geral (RG)

Além do número de Registro Geral, há possibilidade de inserir tipo sanguíneo, carteira de habilitação e outros

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Para inserir os outros números, basta ir ao Poupatempo com os documentos originais. / Agência Brasil | EBC

Desde terça-feira, dia 20 de agosto, os postos de atendimento do Poupatempo no estado de São Paulo passaram a emitir o novo modelo de RG, o registro geral.  

No documento podem constar agora, o número do Título de Eleitor, da Carteira de Trabalho e Previdência Social, o Certificado Militar, a Carteira Nacional de Habilitação, documento de identidade profissional, Cartão Nacional de Saúde, tipo sanguíneo e fator Rh, além do NIS, PIS e Pasep. 

Para colocar todos os dados é necessário levar os documentos originais ao Poupatempo na hora de solicitar o novo RG.

Também é possível inserir indicativos de portadores de necessidades especiais, como deficiência física, visual, mental e motora. Incluir as informações adicionais no RG será uma escolha do cidadão e não uma obrigatoriedade. 

O modelo antigo do documento continua valendo. A mudança acontece para quem tirar o RG pela primeira vez ou a segunda via, a partir de agora. 

Edição: Michele Carvalho