Programa Brasil de Fato

Confira a edição de São Paulo do Programa Brasil de Fato - 21/08/19

Transferência do Coaf para o Banco Central e os impactos das queimadas na Amazônia são destaques do programa

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

A transferência do Coaf representa uma derrota para Sergio Moro, visto que o chefe do órgão havia sido indicado por ele. / Agência Brasil | EBC

O Programa Brasil de Fato desta quarta-feira (21) traz notícias sobre o impacto da transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Banco Central, consolidada pelo presidente Jair Bolsonaro. Além de rebatizá-lo como Unidade de Inteligência Financeira, houve ainda alteração de regras para sua composição. Agora, fazer parte do Serviço Público deixou de ser requisito para atuar no órgão. Apesar da nova regra, Bolsonaro afirmou publicamente que a troca visa isolar a instituição de pressões políticas. 

Em entrevista ao programa, Paulo Kliass, doutor em Economia pela Universidade de Paris 10, esclarece o que significa o Coaf e o que muda a partir de agora.

“O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) foi criado por lei 21 anos atrás, em 1998. Ele estava alocado, até então, no âmbito do Ministério da Fazenda. A ideia da lei que o fez era justamente criar mecanismos e instrumentos para que houvesse maior eficácia no controle de atividades financeiras ilegais e irregulares, como tráfico de armas, ações financeiras e comércio com o exterior. Tudo o que estivesse fora da lei entre qualquer tipo de agente econômico, como empresas, bancos entre outros”, destaca o economista. 

Você ouve também como as queimadas da Amazônia podem impactar no valor das contas de energia elétrica do Brasil. Segundo o professor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo, Pedro Cortês, o aumento dos incêndios diminui a frequência da chuva e a quantidade de água nos reservatórios.

De acordo com Cortês, as queimadas também causam outros impactos climáticos. “Infelizmente, é um exemplo didático do alcance climático desse tipo de atividade. Aquilo que é gerado em determinadas regiões do Brasil, na Amazônia, no Mato Grosso, acaba sendo transportado pelo vento para a cidade de São Paulo, por exemplo, e polui todo o entorno. A fumaça segue até mesmo para regiões muito distantes da fonte original do incêndio”. 

E na coluna do Mouzar Benedito, ele fala sobre as coisas do “primeiro mundo”. 

Confira

O Programa Brasil de Fato é veiculado ao vivo na Rádio Terra HD 95,3 FM, na Rádio Brasil Atual 102,7 FM e na Rádio Super 87,5 FM, das 12h às 13h. 

Você também pode ouvir os nossos conteúdos pelo site: radio.brasildefato.com.br ou pelo aplicativo do Brasil de Fato, disponível na Google Play.

 

Edição: Michele Carvalho