Pré Jornada de Agroecologia

Evento debate "Comunicação e Poder: Do golpe às resistências populares" em Curitiba

Breno Altman, jornalista e fundador do Opera Mundi, estará presente

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
A atividade terá também o lançamento da publicação “Desinformação: ameaça ao direito à comunicação muito além das fake news” / Reprodução

Para aquecer as questões que acercam a 18ª Jornada de Agroecologia do Paraná, a organização do evento junto com o Brasil de Fato Paraná e a FRENTEX-PR, realizam o debate "Comunicação e Poder: Do golpe às resistências populares". Ao observar a disputa de projetos políticos para o Brasil e seus atores sociais, a organização observa que os meios de comunicação privados serviram e servem para implementação de um projeto político que se coloca ao lado dos grandes empresários e corporações e em oposição ao povo. As mídias escolheram fazer abertamente, por exemplo, a defesa da aprovação de medidas de forte impacto para a população – como as reformas trabalhista e previdenciária.



Em oposição, as mídias contra hegemônicas seguem buscando problematizar os impactos da retirada de direitos e fragilização das políticas públicas para a população, em especial a de baixos rendimentos. O debate busca então trazer olhares para as distintas atuações das mídias brasileiras na oposição ou na defesa da classe trabalhadora.



Com a participação do jornalista e fundador do Opera Mundi, Breno Altman, a atividade terá também o lançamento da publicação “Desinformação: ameaça ao direito à comunicação muito além das fake news”, desenvolvida pelo Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social.



O debate antecede a 18ª Jornada de Agroecologia do Paraná – momento de resistência de agricultores familiares e agroecológicos, pesquisadores da área, organizações e coletivos, e também da comunicação.



➡ A atividade é aberta ao público.

Local: Auditório do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná

(Rua Marechal Deodoro, 630 - 22º andar. Conj. 2201 - Centro Comercial Itália. Curitiba/PR).



*Recomendamos que leve documento de RG para cadastro de acesso ao prédio.



 

Edição: Laís Melo