MDA/CNT

Maioria rejeita reforma da Previdência e não abre mão de direitos trabalhistas

Nova pesquisa mostra que, para 60%, projeto aprovado na Câmara só é bom para os mais ricos ou não beneficia ninguém

Leer en español | Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Protesto contra a reforma da Previdência: maioria acredita que projeto não traz nenhum benefício aos trabalhadores / Gibran Mendes | Fotos Públicas

A maioria dos brasileiros não acredita que a reforma da Previdência proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e aprovada na Câmara trará benefícios à população, segundo pesquisa MDA/CNT divulgada nesta segunda-feira (26). Para começar a valer, as novas regras ainda precisam da aprovação só do Senado.

O levantamento, que também apontou novo aumento na avaliação negativa do governo Bolsonaro, mostrou que 52,7% dos entrevistados são contra o projeto e apenas 36,6% a favor. Outros 10,7% não souberam responder.

E mais: 60% entendem que a reforma será boa apenas para os mais ricos ou não será boa para ninguém. Um índice muito próximo – 60,7% - acredita que não terá benefício pessoal com o projeto.

Está também na casa dos 60% o total de pessoas que se recusam a abrir mão de direitos trabalhistas para garantir o emprego.

Edição: João Paulo Soares