Por que a Filosofia e a Sociologia são tão desvalorizadas?

Imagem de perfil do Podcast
Fala Aí

Ouça o áudio:

O estudo da Filosofia e Sociologia não é obrigatório na grade do Ensino Médio / Agência Brasil | EBC
As matérias nos ajuda a questionar tudo aquilo que está estabelecido

Em abril deste ano, Jair Bolsonaro sugeriu reduzir a verba para cursos de filosofia e sociologia. Em mensagem no Twitter, o presidente afirmou que “o ministro da Educação estuda descentralizar investimento em faculdades de filosofia e sociologia (humanas). Alunos já matriculados não serão afetados. O objetivo é focar em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte, como, veterinária, engenharia e medicina”. Ele teria dito, ainda, que “a função do governo é respeitar o dinheiro do contribuinte, ensinando para os jovens leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício, que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta”.

Foram muitos os desmontes que a Educação sofreu durante os nove meses de governo Bolsonaro. Mas a filosofia e a sociologia foram dois setores das humanidades muito afetados pelo governo, que já enfrentaram outros processos ao longo dos anos.

O Brasil de Fato foi às ruas e ouviu a pergunta de Lui Beltrame, que quer saber porque essas duas matérias são desvalorizadas? 

Quem responde é a ex-candidata ao governo do Rio de Janeiro e professora de filósofa, Márcia Tiburi:

“Essa é uma pergunta complexa, que exige que a gente pense no que significa, inclusive, fazer uma pergunta. É isso o que a Filosofia faz. Ela é super importante e super desvalorizada porque nos ensina a perguntar sobre o mundo, sobre a vida, sobre a sociedade, sobre as instituições, sobre o que as pessoas são, o que elas pensam, como elas falam, porque falam o que falam, a quem elas servem, se são autônomas. Então, a Filosofia é aquela disciplina que ensina as pessoas a não serem bobas, não serem tontas, a não se deixarem levar, a pensarem por conta própria e fazerem as melhores análises. Um mundo com filosofia é um mundo melhor. É por isso também, que ela é desvalorizada em sociedades autoritárias e brutas do ponto de vista espiritual e do ponto de vista das desigualdades, porque a filosofia nos ajuda a questionar tudo aquilo que está estabelecido”.

Edição: Michele Carvalho