Coluna

Luzes na Cidade | Visita ao Paço

A menina sai pulando pelo chão de madeira velho, numa dança barulhenta e feliz, como se nada daquilo importasse.

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Tatiana é colunista do Brasil de Fato Paraná / Arte: Vanda Moraes

Sophia pula sobre um chão de imbuia de 103 anos de idade, contrariando a mãe, que cobra coerência: “Para! Agora você vai fazer xixi!” Sophia, com seus três anos de idade, reclama seu direito de mudar de ideia até descobrir que à frente do banheiro fechado, diante do qual está, existe uma porta com um boneco no batente, e que está aberta. “Eu quero ir neste banheiro!”. Mas logo recebe a negativa. “Esse não pode! Esse é de menino.” Sophia então retorna à sua pulação…

O pai chega por trás e com os olhos inquietos anuncia. “Sabe o que dava pra ser este museu? A nossa casa! Ia dar boa, é bem grande. Imagina…” Três segundos de pausa na pulação, silêncio da mãe. Imagina. Sorriso de quem habita aquele palácio por três segundos. Abrupta a mãe anuncia: “Você me fez subir três andares! Se não fizer xixi agora, não vai ver mais o balde que cai!” A porta de menina se abre e Sophia acinte que não vai entrar ali. A menina sai pulando pelo chão de madeira velho, numa dança barulhenta e feliz, como se nada daquilo importasse. Ela faz o que ela quiser.

Edição: Laís Melo