Educação

Estudantes realizam ocupação na Universidade Federal da Fronteira Sul

Ações aconteceram após nomeação arbitrária pelo governo federal de Marcelo Recktenvald

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,

Ouça o áudio:

Juíza responsável optou por uma audiência de conciliação entre as partes, que ocorreu dia 10/09 (terça-feira).  / Divulgação

Em 30 de agosto, estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul ocuparam a reitoria da universidade, localizada em Chapecó, após a nomeação arbitrária pelo governo federal de Marcelo Recktenvald, candidato que nem sequer chegou ao segundo turno na consulta prévia à comunidade acadêmica. 

Após um pedido de reintegração de posse por parte da reitoria, antes mesmo de qualquer diálogo, a juíza responsável optou por uma audiência de conciliação entre as partes, que ocorreu dia 10/09 (terça-feira). 

Nessa audiência foi acordado que a negociação de desocupação deverá ser realizada entre o Conselho Universitário e os estudantes. Ficando a cargo do conselho a criação de uma comissão para fazer a mediação. 

Durante a audiência, a parte que representava a reitoria chegou a insinuar, em claro tom de ameaça, que seria melhor a comunidade universitária subordinar-se à nomeação do Marcelo do que ser nomeado pelo governo Bolsonaro “um interventor de verdade”, reconhecendo desta forma seus lugares de interventores. 

Edição: Laís Melo