Arte e Políticas públicas

Vigília Lula Livre recebe 4ª Encontro Paranaense de Teatro de Rua

Artistas farão cortejo na manhã deste sábado (14), para protestar contra a repressão à arte e à liberdade de expressão

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
A programação do dia encerrou com a apresentação para o público da Vigília do espetáculo "Andarilhos de Cordel" / Vanessa Vzorek

Começou nesta sexta-feira (13) o IV Encontro da Rede Paranaense de Teatro de Rua, na Vigília Lula Livre, em Curitiba. Cerca de 30 artistas de Curitiba, Londrina e Maringá se reuniram em plenárias no Espaço Marielle Vive de Formação e Cultura, para debater sobre políticas públicas e demandas de trabalhar com artes nas ruas. 

A programação do dia encerrou com a apresentação para o público da Vigília do espetáculo "Andarilhos de Cordel", da Cia Pedras, de Maringá. Durante a peça, o candidato à presidência da república Fernando Haddad visitou o local e interagiu com os participantes. 

Neste sábado, às 10h, os artistas farão um cortejo saindo da Praça Santos Andrade, que seguirá pela Rua XV de Novembro até a Boca Maldita. A ação tem como objetivo protestar contra a repressão sofrida pelos trabalhadores da arte de rua, que têm se intensificado durante a gestão de Rafael Greca à frente da prefeitura de Curitiba. O cortejo também pretende chamar a atenção da população da cidade para a importância da arte na rua, por ser uma forma de acesso gratuito à cultura e a integração entre diferentes públicos. O evento segue até a próxima segunda, com plenárias, apresentações e intervenções pela cidade. 

O que é a Rede? 

A Rede Paranaense de Teatro de Rua faz parte da Rede Brasileira de Teatro de Rua, uma organização horizontal, inclusiva e não hierárquica, que, desde 2007, luta por políticas públicas culturais, em âmbito municipal, estadual e federal; ampliando reflexões e possibilidades para o teatro de rua, com encontros, movimentos e ações artísticas e políticas por todo o Brasil.

Edição: Laís Melo