Alguns bons motivos para cortar o tempero pronto da sua alimentação

Imagem do logo do Podcast

Ouça o áudio:

Os realçadores de sabor podem causar dores de cabeça, estômago e atuam diretamente no cérebro.
Os realçadores de sabor podem causar dores de cabeça, estômago e atuam diretamente no cérebro. - Pixabay
O glutamato monossódico pode causar mal de Alzheimer

Você já ouviu falar do glutamato monossódico? 

Bem, se não por esse nome, talvez você já tenha usado algum tempero pronto na carne ou no frango, aquele pozinho industrializado que dá um sabor à comida. 

Ou mesmo o tempero que vem no macarrão instantâneo. Pois é, tudo isso vem do glutamato monossódico, que nada mais é do que uma fermentação de açúcar ou milho misturada a outros compostos químicos. 

A ideia é justamente mudar as propriedades químicas, físicas ou biológicas e tornar o alimento mais saboroso. Mas isso tem um preço alto para a nossa saúde. 

A nutricionista Livia da Costa Brito explica que o uso desses realçadores de sabor podem prejudicar as funções cerebrais. 

“Mas em contrapartida, tem vários estudos que demonstram que, ao destruir essas células no nosso corpo, de um indivíduo saudável, a gente também pode ter efeitos colaterais ruins. Muitas pessoas têm dor de cabeça, a enxaqueca pode estar relacionada ao consumo do glutamato monossódico. Pode ocorrer também dormência, formigamento no rosto, sudorese, palpitações, entre outros". 

Além disso, o glutamato também pode causar Alzheimer. "Tem outros estudos que demonstram que ele afeta tão diretamente o nosso cérebro, que a longo prazo podemos ter lesões, o que desencadeia também a doença de Alzheimer”, comenta a nutricionista.

Apesar de ser vendido no Brasil e no mundo como um alimento que não proporciona riscos, há diversos estudos que comprovam que o uso do glutamato causa dependência.  De acordo com Lívia, há dois motivos para o uso contínuo do produto:

“Na minha opinião, existem duas vertentes das pessoas consumirem e continuarem consumindo. Porque o realçador dá um sabor agradável, você sente que aquilo que você está comendo é muito gostoso. Ele altera nossas percepções gustativas de paladar, então a gente a necessidade de sempre consumir, porque quando não consome, parece que aquele alimento perde a graça. E muitas pessoas consomem sem saber”. 

Outro fator responsável pelo uso desenfreado desse produto é o uso por empresas alimentícias, como restaurantes por exemplo. Boa parte da população consome o realçador de sabor sem saber que está consumindo. Muitos molhos de soja, o shoyu, por exemplo, contém glutamato monossódico. 

Então, na hora de comprar produtos industrializados, é sempre importante estar atento ao rótulo. 
 

Edição: Katarine Flor