Aniversário da Petrobras

Coordenador da FUP visita Lula: "Ele fez o povo andar com dignidade"

José Maria Rangel, acompanhado do secretário geral da CUT, Sérgio Nobre, denunciaram prisão política do ex-presidente

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

"Em momento nenhum Lula abaixou a cabeça para os Estados Unidos", frisou o coordenador geral da Federação dos Petroleiros / Foto: Joka Madruga/Agência PT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu nesta quinta-feira (3) a visita de José Maria Rangel, coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), e Sérgio Nobre, secretário geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT). No aniversário de 66 anos da estatal brasileira Petrobras, a defesa da soberania nacional foi um dos principais temas da conversa com o petista, segundo informe dado à Vigília Lula Livre, após a visita privada. 

No Dia Nacional de Lutas em Defesa da Educação e do Petróleo, diversas mobilizações pelo país também pautaram a importância da autonomia brasileira. Rangel lamentou que riquezas naturais e empresas públicas, por exemplo, estejam sendo “perdidas pelo desgoverno” de Jair Bolsonaro (PSL). Mas, também destacou a necessidade de articulações que denunciem o desmonte do patrimônio nacional e das políticas sociais. 

:: Mobilizações em defesa do petróleo lembram a importância da Petrobras para o Brasil ::

Outra mensagem do ex-presidente, segundo Rangel, é a disseminação das arbitrariedades da operação Lava Jato, que ganharam destaque na mídia comercial após reportagens do site The Intercept Brasil, que revelaram um conluio judicial entre procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro

“A cada dia que passa mais entidades reconhecem nosso presidente como um preso político. Ele está preso somente porque ousou fazer com que o povo brasileiro andasse de cabeça erguida, tivesse dignidade, emprego e renda. Em momento nenhum ele abaixou a cabeça para os Estados Unidos, sempre cuidou da nossa soberania e esse é um ponto central que ele traz como tarefa para cada um de nós”, frisou o coordenador geral da FUP.

Rangel e Nobre também comentaram sobre Lula ter sido agraciado com o título de Cidadão Honorário de Paris, conforme documento divulgado hoje pela Câmara dos Vereadores da capital francesa. Até então, apenas 17 personalidades no mundo receberam o título; entre elas o sul-africano Nelson Mandela e o brasileiro cacique Raoni.

:: Lula recebe título de Cidadão Honorário de Paris pela defesa dos direitos humanos ::

“Esse é o reconhecimento de que o mundo sabe que o presidente Lula é um preso político no Brasil. Ele está muito firme, mas também tem a notícia do que acontece aqui fora e está indignado com a destruição do nosso país e a posição do governo de privatizar não só a Petrobras, mas todas as estatais brasileiras”, criticou o secretário geral da CUT.  

"Nós temos que afirmar, todos os dias, por que Lula está preso e por que nós queremos ele livre", completou Rangel. Preso desde abril de 2018 na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), Lula tem o direito de receber a visita de amigos e companheiros de militância. Sempre às quintas-feiras, o encontro privado dura cerca de uma hora. 

Edição: Rodrigo Chagas