Sarampo

São Paulo tem mais quatro mortes confirmadas por sarampo

No estado, 5.411 casos foram confirmados laboratorialmente em 2019

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

No dia 19 de outubro os postos de saúde estarão abertos para vacinar crianças de 6 meses a 5 anos de idade. / Tomaz Silva/Ag Brasil

Mais quatro pessoas morreram em decorrência do sarampo no estado de São Paulo. A confirmação foi feita pela Secretaria Estadual de Saúde na quarta-feira (02).

Os casos aconteceram na capital paulista e nas cidades de Itanhaém, Francisco Morato e Osasco. Só esse ano, foram registradas nove mortes por complicações pela doença.

O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual faz o monitoramento contínuo da circulação do vírus e registrou 5.411 casos de sarampo em 2019.

A secretaria considera os portadores de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e imunodeprimidos, como pessoas em condições de risco, pois elas são mais vulneráveis à infecção e a evolução do quadro com maior gravidade.

Na próxima segunda-feira (7), terá início uma campanha de vacinação contra a doença. A ação é uma parceria com os municípios e o Ministério da Saúde e tem como público-alvo, crianças de 6 meses a 5 anos de idade e que não tenham sido imunizadas ainda.

No dia 19 de outubro, um sábado, haverá o dia D, quando os postos de saúde estarão abertos para facilitar o acesso de pais e responsáveis.

Entre os dias 18 e 30 de novembro, acontecerá uma segunda fase da campanha, que focará jovens entre 20 e 29 anos. 



 

Edição: Michele Carvalho