Qual é o bairro?

Em Natal (RN), bairro da Redinha é a origem dos pescadores e das rendeiras

Local também é lembrado pelo seu carnaval, um dos mais movimentados da cidade

Brasil de Fato | Natal (RN)

,
Popularmente, o bairro é dividido em Redinha Velha, pertencente à Natal e Redinha Nova, pertencente à Extremoz / Frankie Marcone

O bairro da Redinha foi incorporado a Natal (RN) em 1938 e oficializada somente em 1994. É considerada lugar de veraneio, possuindo a única praia urbana da Zona Norte da cidade. Popularmente, é dividida em Redinha Velha, pertencente à Natal e Redinha Nova, pertencente à Extremoz. Suas origens remontam aos pescadores e rendeiras que ocuparam o território às margens da beira-mar e da foz do Rio Potengi. 

Para celebrar, pedir bênçãos e proteção à vida em torno do mar, os moradores construíram a capelinha de pedra de Nossa Senhora dos Navegantes. Ao seu lado encontramos o Redinha Clube e o Mercado público do bairro, conhecido por ter a melhor ginga com tapioca, um dos aperitivos mais consumidos e considerado patrimônio imaterial da cidade.

A Redinha é também lembrada pelo seu carnaval, um dos mais movimentados de Natal. É de lá os bloquinhos mais tradicionais. Fundado em 1990, o Baiacu Na Vara encerra as festividades junto com o bloquinho dos Garis. Do mesmo ano é a banda do Siri, que anima os festejos aos domingos e terças. Não há como esquecer o mais emblemático deles, o bloco Os cão, que há 55 anos, leva centenas de pessoas ao mangue para que a lama seja a fantasia dos brincantes. O que começou com uma presepada passou a ser tradição e hoje a irreverência dos Cão é uma das marcas da identidade local.

Edição: Isadora Morena