Novidade

‘Tendências da América Latina’, com José Maria Rabelo, abre série de debates em BH

Eventos serão realizados na Casa do Jornalista, a partir do dia 12. Rabelo discutirá os novos modelos de golpe

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
José Maria Rabelo é um dos fundadores do jornal Binômio, que circulou de 1952 a 1964 no país e foi fechado pela ditadura militar / Foto: Divulgação/Fernando Rabelo

O jornalista José Maria Rabelo inaugura no dia 12 de novembro, em Belo Horizonte, a série “Diálogos da Casa”, evento de iniciativa da Casa do Jornalista e que pretende discutir temas importantes da atualidade. Rabelo falará sobre “Tendências da América Latina”, abordando desde os novos modelos de golpe, baseados na mídia e no poder judiciário, até os acontecimentos mais recentes na Argentina, Chile, Equador, Peru, Uruguai e Bolívia.

“A diretoria da Casa resolveu implementar o projeto Diálogos para promover um debate com setores democráticos sobre saídas para este difícil momento político do país”, informa o presidente da Casa do Jornalista, Kerison Lopes. “Será um espaço para debater propostas e vislumbrarmos alternativas ao atual período autoritário e de retrocessos”, complementa.

Desde o começo do golpe de 2016, Rabelo, um jornalista veterano de 91 anos, se destaca pelo otimismo. Otimismo que os acontecimentos recentes na América Latina parecem confirmar. “Não é oba-oba não”, esclarece, explicando que não é otimista porque está querendo elevar o ânimo dos companheiros. “A tendência é a favor das forças progressistas, na América Latina e no mundo. A realidade é essa, não temos motivos para ficar deprimidos”, acrescenta.

Ele acredita que também no Brasil “essa atitude de desafio à realidade, à inteligência, à cultura, à ciência e aos interesses populares não tem destino”. A barbárie terá fim em breve, segundo José Maria Rabelo – e a resposta não virá na próxima eleição presidencial, virá antes.

“O mundo caminha pra frente. Todas as forças latentes, apesar do momento de obscuridade, inclusive no Brasil, apontam para uma nova fase de afirmação dos sentimentos populares”, enfatiza Rabelo. “O problema é o que vamos fazer. Temos de procurar responder o que cabe a nós fazer com o poder”, observa.

Jornalista e estudioso

Estudioso da História, José Maria Rabelo é mais conhecido como fundador, juntamente com Euro Arantes, do semanário Binômio, editado em Belo Horizonte e que circulou de 1952 a 1964. O tabloide, criado para fazer oposição ao governador JK e fechado pela ditadura militar (1964-1985), foi considerado precursor da imprensa popular. Em 2014, as 801 edições do jornal foram digitalizadas pela Biblioteca da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e estão disponíveis para consulta.

Militante político do PDT ao lado de Leonel Brizola, após a redemocratização, Rabelo é também autor de inúmeros artigos e livros; o mais recente deles é “História Geral de Minas”, lançado em dezembro de 2018, em parceira com João Antônio de Paula, Fernando Correia Dias e Ricardo de Moura Faria. Atualmente, ainda colabora no jornal carioca Bafafá.

A política da América Latina é tema permanente do escritor, desde seu exílio no Chile e na França, durante a ditadura. Em “Os caminhos do exílio” (Geração Editorial, 2016), por exemplo, ele compara o impeachment da presidenta Dilma Rousseff com o golpe contra o presidente Salvador Allende, no Chile, em 1973, e os golpes contra os presidentes brasileiros Getúlio Vargas, em 1954, e João Goulart, em 1964.

Como bom jornalista, Rabelo faz no livro duas revelações: a primeira é a preparação do assassinato de Jango, no dia 21 de abril de 1964, na Praça da Estação, em Belo Horizonte, que não ocorreu porque antes houve o golpe; a segunda é a da organização de um exército paralelo de 50 mil homens, financiado pelos EUA, para ser usado pelos golpistas, em episódio que poderia ter levado à divisão do Brasil em dois países, como acontecera antes na Coreia.

A análise histórica mais longa, assim como a análise dos acontecimentos mais recentes serão objetos da palestra de José Maria Rabelo, no Diálogos da Casa. A intenção é possibilitar ao jornalista espaço para apresentar suas ideias e provocar debates em torno delas.

Serviço

Diálogos da Casa apresenta: palestra do jornalista José Maria Rabelo sobre “Tendências da América Latina”

Data: 12/11/19, terça-feira

Horário: 19h

Local: Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro)

Edição: Raíssa Lopes