discurso

Ouça o discurso completo do ex-presidente Lula em São Bernardo do Campo

O petista discursou para a militância no Sindicato dos Metalúrgicos na tarde deste sábado(9)

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Lula discurso por aproximadamente 45 minutos em São Bernardo do Campo (SBC) / Brasil de Fato

“As ideias que nós construímos coletivamente aqui, nesta região e neste país, não poderiam ser presas, elas iam continuar pairando pelo mundo inteiro. Cá estou eu, livre como um passarinho.” 

As palavras são parte do discurso feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde deste sábado (9), no Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo (SP).

Acompanhado por lideranças políticas e de movimentos populares, o petista falou por aproximadamente 45 minutos à multidão presente no local.

Esse foi segundo pronunciamento do ex-presidente desde que foi libertado no final da tarde da última sexta-feira (8). Lula reforçou suas críticas à atuação de parte da imprensa e da Justiça na condução do processo que resultou em sua prisão. 

“Eu duvido que o [Sérgio] Moro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o [Deltan] Dallagnol durma com a consciência tranquila eu durmo. Aliás, eu duvido que o Bolsonaro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o ministro demolidor de sonhos, destruidor de empregos, destruidor de empresas públicas brasileiras, chamado [Paulo] Guedes, durma com consciência tranquila que eu durmo. Eu quero dizer para eles: eu estou de volta”, disse. 

Lula também reiterou seu desejo de viajar em caravana pelo Brasil e reafirmou sua disposição para a luta.  

“Eu quero construir esse país com a mesma alegria que construímos quando governamos. A única coisa que eu tenho certeza é que estou com mais coragem de lutar do que quando eu saí daqui”, afirmou. 

Ao final do discurso, Lula agradeceu aos apoiadores e lamentou a impossibilidade de abraçar e beijar cada uma das pessoas presentes. 

“Eu quero, do fundo do coração, agradecer a cada um de vocês. Podem contar comigo, porque única coisa que eu não vou fazer na vida é trair a confiança que vocês têm em mim há tantos anos”, concluiu. 

 

Edição: Geisa Marques