Resistência

Nêgo Bispo, pensador quilombola piauiense, lança livro na UFRN

Evento acontecerá dia 14 e faz parte da Semana da Consciência Negra do Departamento de Comunicação Social

Brasil de Fato | Natal (RN)

,
Escritor é militante de grande expressão no movimento social quilombola e nos movimentos de luta pela terra / Divulgação

Antônio Bispo dos Santos, quilombola piauiense, integrante da rede de mestres e docentes da Universidade de Brasília (UnB), vem à Natal construir diálogos sobre resistência negra e quilombola, apresentando alternativas de sociabilidade e de relação sadia com a natureza a partir da sabedoria dos povos tradicionais.

O evento ocorrerá no dia 14 de novembro, a partir das 16h, no Departamento de Comunicação Social da UFRN, e também contará com o lançamento do seu livro "Colonização, Quilombo: modos e significações", um ensaio sobre a formação histórica brasileira e a vivência no quilombo onde cresceu e vive, no semiárido piauiense.

A obra a ser lançada ao povo potiguar é uma realização do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia e é marcada pela linguagem poética do autor e texto crítico e libertário. Ela faz parte da coleção Inclusão, assinadas por mestres e mestras das comunidades tradicionais brasileiras - indígenas, afro-brasileiras e populares. Bispo traz a visão dos quilombolas sobre a colonização, a luta contra o racismo e a resistência por uma vida em equilíbrio com a diversidade de formas de existir, se organizar e compreender o mundo, o que ele chama de biointeratividade.

A programação faz parte do II Seminário Epistemologias Subalternas e Comunicação, organizado pelo projeto de pesquisa DesCom, coordenado pelo professor Antonino Condorelli. O evento compõe também a Semana da Consciência Negra do Departamento de Comunicação Social da UFRN, que contará com sarau e venda dos livros de Bispo.

Sobre o autor

Antônio Bispo dos Santos, o Nêgo Bispo, é lavrador, formado por mestras e mestres de ofícios, morador do Quilombo Saco-Curtume, localizado no município de São João do Piauí. Ativista político e militante de grande expressão no movimento social quilombola e nos movimentos de luta pela terra, atua na Coordenação Estadual das Comunidades Quilombolas do Piauí (CECOQ/PI) e na Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ). Faz parte da primeira geração da família de sua mãe que teve acesso à alfabetização.

Serviço

O quê? II Seminário Epistemologias Subalternas e Comunicação promove diálogo "Consciência negra e contra-colonização: a confluência de saberes para uma vida biointerativa" com Antônio Bispo dos Santos (Nêgo Bispo)

Quando? 14/11, às 16h.

Onde? Auditório do Departamento de Comunicação Social (Decom/UFRN)

 

Edição: Isadora Morena