Futebol

Necessidade de abertura democrática no Ceará

A cada nova rodada o torcedor alvinegro fica mais apreensivo com o futuro do clube.

Brasil de Fato | Fortaleza (CE) |
Em alguns jogos, o Ceará demonstrou apatia em campo diante de concorrentes diretos na luta contra o rebaixamento.
Em alguns jogos, o Ceará demonstrou apatia em campo diante de concorrentes diretos na luta contra o rebaixamento. - Foto: Stephan Eilert cearasc

Faltam cinco rodadas para o encerramento do Brasileirão Série A. Apesar de ter conseguido tímidas vitórias em alguns jogos, o Ceará demonstrou apatia em campo diante de concorrentes diretos na luta contra o rebaixamento. A cada nova rodada o torcedor alvinegro fica mais apreensivo com o futuro do clube.

Essa apreensão tem se convertido em intensas críticas, não só aos jogadores e ao técnico, mas também ao presidente e à equipe que compõe a diretoria, sobretudo por conta do descaso com a situação e da postura autoritária que estes indivíduos vêm assumindo. Dessa forma, parte da torcida alvinegra passou a ter interesse em integrar efetivamente os espaços de decisão do clube e a sentir necessidade de uma abertura democrática. Isto é, ela quer ser ouvida, consultada e ter o direito de escolher o próprio presidente.

*Torcedora do Ceará e integrante da Vozão Antifascista.

Edição: Monyse Raveba