DESPEDIDA

Artigo | Perdemos um companheiro exemplar

Arquiteto e militante social, lutador por habitações sociais de qualidade, Clóvis Ilgenfritz da Silva faleceu

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS)

,
Clóvis foi criador da Lei de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social / Foto: Reprodução CAU-RS

Falecido vítima de uma fibrose pulmonar cística no sábado (23/11), Clóvis Ilgenfritz da Silva nos deixo um exemplo de militância ao lado da classe trabalhadora. Desde formado praticou e lutou pelo acesso da qualidade nas habitações populares. Foi fundador e presidente, por três mandatos, do Sindicato dos Arquitetos do Rio Grande do Sul, articulou a Federação Nacional de Arquitetura e, em 1981, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores(PT) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Foi vereador de Porto Alegre três mandatos seguidos e candidato a governador do estado pelo PT, logo após a fundação.

Participou do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) e, como deputado federal pelo PT/RS, foi autor do projeto que virou a lei de Assistência Técnica para as Habitações de Interesse Social, Lei 11888/2008. Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), ele dedicou toda a vida a projetos de habitações sociais de qualidade. Nasceu em Ijuí, a 13 de março de 1939, estudou e trabalhou em Porto Alegre, onde foi secretário do Planejamento do então prefeito Olívio Dutra. Foi professor universitário e lecionou na Faculdade de Arquitetura da UFRGS de 1972 a 1975.

Foi para o arquiteto Clóvis Ilgenfritz da Silva que o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, telefonou, na véspera do Natal de 2008, para comunicar, em tom de brincadeira, que dera de presente para os arquitetos a Lei 11.888/2008, conjunto de determinações legais que garante às famílias de baixa renda a assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitações de interesse social. A ligação era um reconhecimento ao arquiteto gaúcho que, ao assumir o mandato de deputado federal pelo PT, tomou a inciativa de apresentar um projeto de lei tratando do tema, sobre o qual se tornara pioneiro ao, décadas antes, fazer avançar trabalhos viabilizados a partir desse instrumento. Clóvis tinha dado assistência técnica para uma reforma da casa de Lula em São Bernardo, quando ainda era tesoureiro do PT, nos anos 80.

Edição: Marcelo Ferreira