QUAL É O BAIRRO?

Sítio dos Pintos guarda até hoje riachos limpos no Recife

Bairro tem onze olhos d’água e seis riachos, que foram o principal atrativo para a habitação do local

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Os sucessivos desmatamentos e ocupações reduziram a vegetação e aumentaram a população locaL / PCR

Localizado na zona norte do Recife, o Sítio dos Pintos no início do século XX ainda era um matagal com alguns casebres e estreitos caminhos. Os sucessivos desmatamentos e ocupações reduziram a vegetação e aumentaram a população local. Até a década de 60 o bairro era um sítio. O que os moradores contam é que a área era pertencente a uma família de sobrenome “Pinto”, dessa forma, todos os moradores locais e da região referiam-se ao local como o “sítio dos Pintos”, daí surgiu o nome do bairro. O dono não permitia edificações na área, apenas algumas casas de taipa com telhados de palha eram tolerados, por isso por muito tempo a vista do bairro era majoritariamente ocupada pela mata.

A paisagem do local era muito conhecido por ser uma área de banho, com cinco locais onde era possível tomar banho de riacho e três cacimbas ainda em uso pelos moradores. Além disso, o bairro conta com onze olhos d’água e seis riachos, sendo que dois são afluentes do Riacho Sítio dos Pintos. Com o tempo, a especulação imobiliária chegou ao local, construindo condomínios que contrastam com a antiga paisagem do bairro. Hoje, o bairro é formado por dez comunidades e três condomínios, tendo problemas comuns de outros bairros, como a poluição do riacho, falta de saneamento básico e a falta de equipamentos públicos de esporte e lazer. O Sítio dos Pintos abriga hoje cerda de 7.200 habitantes, sendo 62% autodeclarados negros e famílias com renda média mensal de R$ 1.841,34.

Edição: Marcos Barbosa