SERVIÇO

Agenda Cultural BdF RS

Confira a agenda de eventos culturais para os próximos dias em Porto Alegre e região

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS)

,
Agenda cultural entre os dias 29 de novembro e 4 de dezembro / BdF RS

Música, cinema e teatro estão em alta no final de novembro e início de dezembro em Porto Alegre. Diversas atividades marcam o Dia Nacional do Samba. Bloco da Laje lança "4 Estações" em evento na Casa de Cultura Mario Quintana. Orquestra Villa-Lobos se apresenta gratuitamente para escolas e ONGs. E tem a final nacional do Festival da Canção Aliança Francesa. Como de costume, tem filmes nacionais em cartaz no Cinebancários. Em Novo Hamburgo acontece 18º Festival de Artes de Lomba Grande. Confira nossa agenda completa.


22 de novembro a 2 de dezembro - “Terra Adorada” volta a cartaz

Nas sextas, sábados, domingos e segundas, às 20h, no Espaço Cerco Cultural (Rua Riachuelo, 579, Porto Alegre)

Terra Adorada de Ana Luiza Bergmann, um espetáculo sobre nós, dirigido a nós, os brasileiros que não se consideram índios, tem nova temporada em Porto Alegre. Entrelaçando narrativas vivenciadas em terras indígenas Guarani e Kaingang, notícias jornalísticas, dados históricos, palavras de Renata Machado Aratykyra, Davi Kopenawa, Daniel Munduruku, Jaider Esbell e memórias da infância no interior do RS, a atriz mergulhou na criação de uma peça que faz crítica à sociedade não indígena. Em performance, Ana traz à tona essas informações propondo, através delas, um olhar sobre as relações ainda colonialistas e uma denúncia sobre a situação desses povos no Brasil. Terra Adorada apresenta um olhar crítico sobre esse Brasil parido à força, inventado a partir das dores de mulheres pegas no laço. Um espetáculo sobre um país que "vai pra frente".


26 de novembro a 1 de dezembro - 6ª edição do Kino Beat: Arte em Movimento

Locais: Teatro da Unisinos (26 e 27 nov - Av. Dr. Nilo Peçanha, 1600 - Boa Vista), LINHA (28 nov - Av. São Pedro, 540 - São Geraldo), Agulha (29 nov - Conselheiro Camargo, 300 - São Geraldo), Vila Flores (30 nov - R. São Carlos, 753 – Floresta), Margs (1˚ dez - Praça da Alfândega, s/n - Centro Histórico), MAC RS - Galeria Xico Stockinger - Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736 - 6º andar)

Selecionado pelo edital Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2019, o 6º Kino Beat – Arte em Movimento ocorre de 26 de novembro a 01 de dezembro, com diversas atividades e atrações espalhadas pela cidade. De acordo com o curador do projeto, Gabriel Cevallos, o Kino 2019 se desenvolve a partir de premissas que convidam à reflexão sobre algumas urgências do presente. “Estas ideias iniciais, substituem uma palavra central ou um tema fixo para esta edição, e lançam de forma aberta possibilidades para se sentir o mundo em conjunto – ficção, natureza, percepção, conciliação, território, mutação, esperança, mundos possíveis: estes são alguns dos pontos de partida para se imaginar o festival deste ano”, revela. A criação da programação passa por diferentes linguagens e suportes, para estabelecer um discurso particular, onde conceitos e intuição, personalizam uma identidade múltipla para o festival. A mudança do subtítulo, de Imagem e Som em Movimento para Arte em Movimento, reforça a natureza incerta do Kino Beat, que abole os termos para expandir ainda mais a suas possibilidades de atuação. “É neste espaço permeável, em que se sonha e propõe arte como um exercício experimental da liberdade, que brotam atividades que não trilham caminhos usuais, e que assumem riscos ao propor aproximações inusitadas”, conta.

Mais informações em: https://kinobeat.com/


14 a 20 de novembro - Em cartaz no CineBancários

Diversos horários, no CineBancários, junto ao Sindbancários (Rua General Câmara, 424, Porto Alegre)

15h: Bixa Travesty (Brasil, 2018. 75 min. Documentário. 18 anos. Direção:  Claudia Priscilla e Kiko Goifman)

Sinopse:Documentário de longa-metragem com a cantora e atriz Linn da Quebrada. Grande expoente na cena musical de São Paulo, dona de uma forte e ousada presença no palco, busca constantemente discutir e quebrar paradigmas e estereótipos. Elenco: Linn da Quebrada, Jup do Bairro, Liniker, Raquel Virginia, Assucena Assucena, Thiago Felix, Nu Abe, Lilian dos Anjos, Nicole Afonso Rueda, John Halles, Slim Soledad.

17h e 19h30: A vida invisível de Euridice Gusmão (Brasil. 2018. Drama. 139 min. Direção:  Karim Aïnouz)

Sinopse: Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, 18, e Guida, 20, são duas irmãs inseparáveis que moram com os pais em um lar conservador. Ambas têm um sonho: Eurídice o de se tornar uma pianista profissional e Guida de viver uma grande história de amor. Mas elas acabam sendo separadas pelo pai e forçadas a viver distantes uma da outra. Sozinhas, elas irão lutar para tomar as rédeas dos seus destinos, enquanto nunca desistem de se reencontrar. Filme brasileiro escolhido para concorrer a uma vaga nos indicados de melhor filme internacional no Oscar 2020 , ganhou tambem o Grand Prix da mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes – inédito na história do cinema brasileiro –, além de prêmios do público de Melhor Filme e do júri de Melhor Fotografia, no Festival de Cinema de Lima; e o CineCoPro Award, no Festival de Munique.

Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 12,00 na bilheteria do cinema. Idosos, estudantes, bancários sindicalizados, portadores de ID Jovem, trabalhadores associados em sindicatos filiados a CUT-RS e pessoas com deficiência pagam R$ 6,00.


29 de novembro a 1º de dezembro - 18º Festival de Artes de Lomba Grande

No bairro Lomba Grande, município de Novo Hamburgo (RS)

Com o título "Alimentando o Ser", acontece entre os dias 29 de novembro a 1º de dezembro o 18º Festival de Artes de Lomba Grande, em Novo Hamburgo, região metropolitana de Porto Alegre. Promovido pela Associação Cultural Cantalomba, visa demonstrar como as artes têm um poder transformador tanto na vida de quem produz quanto na de quem usufrui. Para a Associação, em tempos de consumismo é importante que as artes invistam esforços na alimentação do ser, valorizando e promovendo a vida e as relações entre os seres vivos.

Confira a programação: https://www.brasildefato.com.br/2019/11/28/festival-de-artes-de-lomba-grande-uma-celebracao-a-vida-no-rs/


29 de novembro - Projeto Raros apresenta Schlock

Às 20h, na Cinemateca Capitólio (Demétrio Ribeiro, 1085, Porto Alegre)

O Projeto Raros apresenta Schlock (1973, 80 minutos), o longa-metragem de estreia de John Landis. Com projeção em HD e legendas em espanhol, a sessão será comentada pelo crítico e pesquisador Carlos Thomaz Albornoz. Carnificina! Terror! Cascas de banana! O poderoso macaco pré-histórico Schlocktropus aterroriza um subúrbio tranquilo do sul da Califórnia. A polícia está confusa. O exército é impotente. A contagem de corpos está aumentando. Mas quando Schlock encontra uma simpática garota cega que vê além de sua aparência, surge uma chance de redenção. A paródia dos clássicos de monstros pré-históricos dá início à filmografia de John Landis, um dos mestres da comédia moderna hollywoodiana.

Entrada franca.


29 de novembro a 8 de dezembro - "90 ceias" em cartaz

Nas sextas, sábados e domingos, no Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835 - Altos do Viaduto Otávio Rocha, Porto Alegre)

Vencedor do Prêmio Açorianos 2018 nas categorias "Melhor Espetáculo Revelação" e "Melhor Direção Revelação", 90 Ceias está de volta para uma curta temporada para comemorar a chegada do Natal! 90 ceias de Natal de uma mesma família são percorridas nesse espetáculo, acompanhando a trajetória dessa casa de matriarcas atravessada por fatos do contexto brasileiro. O público é o convidado para essas ceias, vivendo de perto os rituais, as músicas, as comidas e os momentos emocionantes que marcam essa história. Dessa forma, 90 ceias é um convite para os espectadores de todas as idades reviverem suas lembranças, compartilhando junto aos atores a inevitável passagem do tempo.

Ingressos a R$ 30 e R$ 15 (estudantes e idosos);


29 de novembro - Baile de Candombe com Direito ao Delírio no Guernica

Às 21h, no Guernica (Travessa Venezianos 44, Porto Alegre)

Direito ao Delírio convida para uma linda noite de candombe, celebrando a chegada de um piano vindo de Montevideo e de tambor encomendado ao luthier Alejando Villano. O candombe é o ritmo afro-uruguaio, música de identidade e resistência dos negros frente à escravidão.

contribuição: R$ 10,00


30 de novembro - Bloco da Laje lança "4 Estações"

A partir das 16h, na Casa de Cultura Mario Quintana ( Rua dos Andradas, 736 - Centro Histórico, Porto Alegre)

Quatro estações, quatro clipes, quatro histórias que traçam a trajetória de um coletivo dentro do universo de sua cidade, de seu país. As relações interpessoais, a vida na geografia da cidade, suas lendas, o imaginário, a história, a transformação dos espaços, a arte, o sonho, as cores, a vibração, a brincadeira, a resistência. O Bloco da Laje, coletivo de Porto Alegre, lança o álbum visual Bloco da Laje 4 Estações em show em Porto Alegre na Travessa dos Cataventos em Porto Alegre. Os quatro clipes desvendam uma a uma as estações, com suas especificidades e sua linha de tempo. “Celebração, comunhão e encontro. Um trabalho construído com muito afeto e por vários artistas. Hora de reafirmar nosso sentido lúdico e verter arte nas mais variadas formas do fazer artístico. Nosso trabalho é sobre resistência, sobre seguir em frente com nosso estandarte do delírio, vestir a fantasia da alegria e transbordar nossas vivências poéticas”, afirma Juliano Barros, um dos diretores artísticos do grupo.

Entada franca.


30 de novembro – Peça Malone Morre

Às 20h, na Kza Terezinha – Santa Terezinha 711 - Bairro Santana, Porto Alegre. (Referência: Atrás do Planetário)

A Cambada de Teatro em Ação Direta Levanta Favela reafirma a autonomia dos corpos diagnosticados como malditos e clandestinos, celebramos a potência no cuidado de si, na diversidade e em liberdade! Junto à obra de Beckett e de Artaud nos somamos, para longe da mentalidade reclusa dos poderes que insistem em calar os sintomas e as vozes daqueles e daquelas que não cabem nos rótulos da normalidade!

Classificação etária: 16 anos. Ingressos a R$ 40,00 (meia entrada a R$ 20,00).


30 de novembro - Final nacional do Festival da Canção Aliança Francesa

Às 20h no Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110 - Bom Fim, Porto Alegre)

A Aliança Francesa Porto Alegre promove a Final Nacional do Festival da Canção Aliança Francesa 2019. O primeiro e segundo lugar da etapa regional do RS, Juliano Barreto e Fernanda Copatti, representam o estado e concorrem a uma viagem à França com outros cinco candidatos de todo o Brasil, vindos de Aracaju, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Durante o espetáculo, os sete vencedores das etapas regionais em seus respectivos estados apresentarão canções clássicas e da cena contemporânea da música francófona, interpretando nomes como Édith Piaf, Ben l’Oncle Soul e Stromae, entre outros. prêmio para o primeiro lugar é uma viagem a Paris para duas pessoas. Os selecionados são Felipe Abbas (Belo Horizonte), Fernanda Copatti (Porto Alegre), Flávia Melo (Rio de Janeiro), Juliano Barreto (Porto Alegre), Lucas Fortunato (Curitiba), Nalini Menezes (Aracaju) e Nídia Linhares (São Paulo).

A entrada é franca, com doação de um quilo de alimento não perecível. As portas abrem às 19h e a entrada será por ordem de chegada.


30 de novembro - Cine Ar | Cinema ao ar livre no Ling

Às 19h, no Instituto Ling (Rua João Caetano, 400, Porto Alegre)

Com a participação especial das Crianças Cantoras do IPDAE, que agregarão sensibilidade abrindo voz em um coro infantil aliado ao filme, será projetado o curta-metragem Húngaro “Mindenki” (2016), de Kristóf Deak.

Sinopse do filme: ambientado em 1991, a obra conta a história de uma menina que se muda para uma nova escola primária e logo se torna membro do coro premiado da instituição. Por lá, ela encontra desafios em suprimir ou aprimorar a sua voz diante do grupo cantante e de uma maestrina pouco empática. A obra ganhou o Oscar de melhor curta-metragem em live action, em 2017.

Crianças cantoras do IPDAE : O Coro formado por 36 crianças, entre 8 e 14 anos, é fruto do trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos pela professora e maestrina Cuca Medina. Em 2016, o grupo lançou o seu primeiro álbum, com músicas do repertório popular, folclórico e erudito, do Brasil e do mundo. Desde então, o coro vem se apresentando em diversos festivais do RS, como o Sol Maior em canto e o Festival de Coros Infantojuvenis de Bom Princípio. Em 2018, as Crianças Cantoras do IPDAE receberam 2 prêmios no Festival de Corais de Joinville., nas categorias Júri Popular e Coro Destaque.

Entrada franca.


1º de dezembro - Dia Nacional do Samba com Encruzilhada do Samba na rua

Às 15h, na Orla do Guaíba (Avenida Edvaldo Pereira Paiva - Praia de Belas, s/n, Porto Alegre)

Já é tradição a Encruzilhada do Samba festejar o Dia Nacional do Samba com Samba na Rua, e esse ano não vai ser diferente. Contudo, como a data oficial cai numa segunda-feira, as comemorações serão no domingo, na rua, na orla do Guaíba, a partir das 15h.

Entrada franca.


1 de dezembro - 2º Festival de Valorização dos Povos Pretos do Sul

Das 10h às 22h, na Orla Do Gasômetro (Avenida Presidente João Goulart, Porto Alegre)

O evento contará com a presença de artistas, produtores e empreendedores negrxs que estarão celebrando os povos pretos do sul na Orla do Gasômetro. Haverá apresentações de dança, música, shows de bandas, oficinas. O evento contará com o Espaço Erê para as crianças, a Feira do Livro e a Feira de Empreendedores. Intervenções artísticas acontecerão nos intervalos de apresentações. No Espaço Erê haverá contação de histórias africanas com Nayara Lemos.

Programação:

11h Oficina de Percussão com Mestre Chiquinho dos Anjos

12h Oficina de turbantes com Daniele Boeira

13h Roda de conversa "Protagonismo Negro". Convidados confirmados: Joselaine Caroline, Antônio Padeiro, Marcelo Silva, Fabane Vicente e Nayara Lemos. Mediação com Juliane Vicente.

14h Apresentação de dança Grupo de Arte, Dança e Expressão do Negro – GADEN

14h15 Apresentação de dança Coletivo Ominirá

14h30 Poetas Vivos

15h Oficina de Criação Literária com a escritora Juliane Vicente

16h Bonecão da Guarda Muni

16h30 Chegada da Marcha Orgulho Crespo

17h Samba Delas

17h45 Seu Samba

18h40 Apresentação de dança Conga Ballethumano

19h20 Projeto Cultural Afro Black Charme

20h Expresso Black

Evento gratuito.


1º de dezembro - Dia Nacional do Samba – Brasilidades/Izolino/Turucutá

Das 15h às 20h, no Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (Rua João Alfredo, 582 - Cidade Baixa, Porto Alegre)

Entrada gratuita, no jardim do Museu de Porto Alegre.


4 de dezembro - Dança e música afro-brasileira com Coletivo Òmìnira

Às 19 horas, no Teatro do Museu do Trabalho (Rua dos Andradas n° 230, Centro, Porto Alegre)

Encerrando as atividades do ano com muita energia, o Coletivo Òmìnira de dança e música afro-brasileira, apresenta a sua perfomance "Do lugar onde habito", numa única apresentação dia 04 de dezembro, no Teatro do Museu, localizado na Praça do Tambor, no Centro Histórico da cidade. O trabalho traz uma homenagem dos integrantes do Coletivo aos percursos sonoros e corporais, abordando a investigação do movimento, o mapeamento dos afetos, memórias e experiências das intérpretes/dançarinas, como inspiração para a composição coreográfica, gerando assim o contato com a dança, o tambor, as sonoridades e plasticidades da cultura negra.

Ingressos: R$ 30,00 inteira, R$ 15,00 meia (estudantes, idosos, e classe artística mediante comprovação) e R$ 20,00 antecipados pelo fone 48 8833 7999 (com Luziana).


4 de dezembro – Espetáculo 'Nosso Corpo'

Às 20h, no Teatro Renascença (Avenida Erico Verissimo, 307, Porto Alegre)

Nosso Corpo é o trabalho de estréia da Cia FlashBlack que acontece dia 4 de dezembro, às 20h, no Teatro Renascença. A Cia reúne sete jovens da periferia, afrodescendentes que tiveram formação nas Escolas Preparatórias de Dança e na Cia Jovem de Dança de Porto Alegre. O grupo foi criado a partir da necessidade de inserção de jovens negros da periferia no mercado de trabalho da dança em Porto Alegre e pelo desejo de trazer as questões específicas dessa condição para dramaturgia da cena.

O espetáculo é uma coletânea de criações feitas pelos próprios jovens frente ao mundo contemporâneo que desafia suas identidades e desejos atravessados por histórias marginalizadas, empoderadas, sufocadas, pulsantes, contraditórias, ressignificadas, em busca de modos próprios de ganharem corpo e voz. As cenas foram construídas a partir de entendimentos do que cabe no corpo de cada jovem: o corpo que tem cor, que tem medo, que tem luta, que tem sonhos, que tem festa, que tem orgulho, que tem ritmo, que tem história. No palco estarão presentes as danças urbanas, o samba, funk, pop, as danças sociais, o protesto e a celebração que se mesclam com a biografias de cada jovem. A Cia contou ainda com a colaboração de professores como Kleo Di Santis, Roberto Lauermann e Wellington Borges; além do apoio da Casa de Cultura Mario Quintana e Expressar Centro Cultural.

Ingressos antecipados adquiridos com os bailarinos ou organizadores do evento a R$ 30,00 e R$ 15,00 (estudantes e classe artística).

Na bilheteria do teatro, uma hora antes do espetáculo, por R$ 40,00 e R$20,00 (estudantes e classe artística).


4 de dezembro - Espetáculo da Orquestra Villa-Lobos com entrada franca para escolas e ONGs

Às 15h, no Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685, Porto Alegre)

A Orquestra Villa-Lobos, vencedora do Prêmio Açorianos de melhor espetáculo de 2018, está com inscrições abertas para escolas e ONGs assistirem com entrada franca, ao espetáculo Afrika, no Auditório Araújo Vianna, no dia 04 de dezembro, às 15h, em sessão exclusiva para alunos a partir do 4º ano do Ensino Fundamental. A apresentação contará com mais de 150 participantes, incluindo músicos convidados, que colocarão no palco, a energia, a alegria e a ancestralidade da cultura africana. O espetáculo é uma produção da Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos em parceria com o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis (CPCA). A Orquestra Villa-Lobos é um programa de educação musical da EMEF Heitor Villa-Lobos, na Vila Mapa em Porto Alegre, desenvolvido desde 1992. O intuito é proporcionar a crianças e jovens da Lomba do Pinheiro, na periferia da cidade, o acesso ao conhecimento musical e a vivências artísticas e socializadoras. Em parceria com o CPCA garante mais de 300 atendimentos gratuitos por semana, em quatro locais da comunidade, nas seguintes oficinas: canto coral, cavaquinho, contrabaixo elétrico, flauta doce, gaita ponto, grupo de choro, percussão, piano, prática de orquestra, sapateado americano, teatro, teoria e percepção, viola, violão, violino e violoncelo.

As entidades interessadas devem enviar e-mail para [email protected].

Edição: Marcelo Ferreira