Coluna

Verão: saiba como cuidar da saúde durante os dias de calor

Imagem de perfil do Colunista
20 de Dezembro de 2019 às 09:30
Alguns meios de comunicação chegaram a apontar a possibilidade de termos tido o mês de novembro mais quente dos últimos 140 anos / Prefeitura do Recife
Não há nada melhor que a própria água para se hidratar

O final de ano no Brasil, especialmente aqui no Nordeste, é marcado como um período de muito sol e calor. Não importa se no litoral ou no sertão, onde vivo. E quase sempre também é comum escutar que “este ano está mais quente que os outros!”. Provavelmente você ouviu alguém falar algo parecido, se é que você mesmo não repetiu esta frase nos últimos dias. Mas será que este ano está sendo realmente mais quente mesmo? Talvez sim. Há informações que apontam que vivemos um dos anos mais quentes desde que as temperaturas mundiais são monitoradas.

Alguns meios de comunicação chegaram a apontar a possibilidade de termos tido o mês de novembro mais quente dos últimos 140 anos. Esta informação nem é tão relevante. O importante é que vivemos sim um período mais quente que o de costume e que requer medidas e cuidados. Quero falar um pouco sobre os cuidados que precisamos ter individualmente para que soframos um menor impacto imediato deste calor todo.

A vida anda tão difícil e pesada para tanta gente que normalmente se deixam os cuidados com a nossa própria saúde de lado. Nosso bem-estar físico e psicológico parece nunca ser prioridade, afinal “temos mais o que fazer”. Junte-se a isso o fato de que a propaganda e os grandes meios de comunicação criam e mantém uma imagem de que para ter saúde precisamos sempre estar consumindo produtos caros ou gastando dinheiro em academias e procedimentos estéticos. E a grande verdade é que grande parte do que é vendido nestas propagandas não é necessário de verdade.

Um grande exemplo é a grande quantidade de produtos vendidos como importantes para hidratação, como isotônicos. Mas não há nada melhor que a própria água para se hidratar. E nisso, é essencial ter o cuidado de beber sempre este precioso líquido, garantindo até a nossa garrafinha sempre cheia e ao nosso lado. O cuidado com a hidratação faz-se ainda mais necessário em locais que além de quente, estão muito secos, como tem sido a realidade em muitas cidades aqui no sertão nordestino.

O mesmo vale para alimentos. A propaganda sempre passa a ideia de que suplementos e vitaminas em cápsulas são importantes, mas, na real, não fazem diferença. O importante é sempre tentar manter uma alimentação o mais natural possível e nunca esquecer da hidratação. Procurar dormir bem, ter hábitos saudáveis e praticar exercícios em horários menos quentes são outras medidas essenciais. Mas deixo para detalhar melhor em outro momento.

Edição: Marcos Barbosa