Ceará

Povo Tremembé da Barra do Mundaú realiza a XI Festa do Murici e do Batiputá

Do batiputá é extraído óleo que serve tanto para preparar alimentos como para fins medicinais

Brasil de Fato | Fortaleza (CE)

,
A programação contará com rituais, batismo nas águas sagradas, apresentações culturais, trilhas ecológicas e muito mais. / Foto: Cetra/Divulgação

De 07 a 11 de janeiro, o Povo Tremembé da Barra do Mundaú realiza a XI Festa do Murici e do Batiputá, tradicional festejo que celebra a colheita dos frutos murici e batiputá que representam o alimento e a cura, respectivamente. Do murici é feito aluá, doce e suco. Já do batiputá é extraído óleo que serve tanto para preparar alimentos como para fins medicinais no combate à dor reumática, gripe, gastrite e inflamações. As atividades acontecem no Ponto de Cultura Recanto dos Encantados, localizado na Terra Indígena Tremembé da Barra do Mundaú, em Itapipoca (CE).

A festa, que é uma manifestação cultural das tradições do Povo Tremembé traz em sua programação atividades como: rituais, batismo nas águas sagradas, apresentações culturais, trilhas ecológicas, exposição e venda de artesanatos e culinária Tremembé. A ação também será marcada com a inauguração da Casa de Cura Pureza da Natureza.

Este ano, os interessados em participar da festa devem fazer uma inscrição online aqui

Programação completa

1º DIA – 07/01

MANHÃ


• Ao amanhecer do dia – 1ª Colheita do murici na Mata;

• 9:00 h – Ritual de abertura da Festa – Rituais e falas de Lideranças;

• 10:00 h – Apreciação de lugares sagrados;

TARDE

• 1ª Oficina de Preparação das Modalidades Indígenas – Esrael/Pedro/Valdiane/Juliane;

• 16:00 h – Competições de Modalidades Indígenas;

NOITE

• 1ª Noite Cultural – Org. Aldeias São José e Munguba;

• Inauguração da Casa de Cura – Pureza da natureza;

2º DIA – 08/01

MANHÃ


• Ao amanhecer do dia – 2ª Colheita do murici na Mata;

• 9:00 h – Oficina ( Medicina Tradicional ) Partos Tradicionais – Equipe de Saúde Indígena;

TARDE

• 1ª Oficina de Preparação das Modalidades Indígenas – Esrael/ Pedro/Valdiane/Juliane;

• 16:00 h – Competições de Modalidades Indígenas;

NOITE

• 2ª Noite Cultural – Org. Aldeias Buriti do meio e Buriti de Baixo;

3º DIA – 09/01

MANHÃ


• Ao amanhecer do dia – 1ª Colheita do batiputá na Mata;

• 9:00 h – Produção das Receitas Tradicionais com o Murici e Batiputá;

TARDE

• Ritual de Consagração dos Frutos – Ritual de agradecimento à Mãe Natureza nas dunas – Lideranças;

NOITE

• 3ª Noite Cultural – Apresentações de grupos e Movimentos Externos;

4º DIA – 10/01

MANHÃ


• Ao amanhecer do dia – 2ª Colheita do batiputá na mata;

• 9:00 h – Trilha Ecológica – Paulo César, José Wilson, Estevão e Samuel;

TARDE

• Produção das Receitas Tradicionais com o Murici e Batiputá;

NOITE

• 4ª Noite Cultural – Todas as Aldeias:

– Reisado dos Curumins – Julivan;

– Homenagem aos Troncos Velhos – Lideranças;

– Apresentação das Protegidas de Orixás;

– Apresentação do parente Torém;

– Ritual Sagrado

5º DIA – 11/01 – PROGRAMAÇÃO DE ENCERRAMENTO DA FESTA DO MURICI E DO BATIPUTÁ

08:00 h – Abertura com a fala das Lideranças e parceiros e instituições presentes.

08:30 h – Ritual de Fortalecimento das Protegidas de Orixás na Casa de Cura;

09:30 h – Ritual de batismo Indígena na Fonte de Águas;

11:00 h – Desfile de Curumins das Quatro Aldeias;

11:30 h – Entrega das Premiações das Competições de Modalidades Indígenas e do desfile;

12:00 h – Agradecimento das lideranças e Ritual de encerramento;

12:30 h – Ritual de Encerramento

Edição: Monyse Ravena