Confira o programa Bem Viver desta quarta-feira (22/01)

Imagem do logo do Podcast

Ouça o áudio:

Apesar de ter o ofício reconhecido pelo governo, a parteira Dxony Fulni-ô tem dificuldade de atuar e difundir os seus saberes.
Apesar de ter o ofício reconhecido pelo governo, a parteira Dxony Fulni-ô tem dificuldade de atuar e difundir os seus saberes. - Foto: Espaço Santosha e Mamastê
Chocolate Yanomami como símbolo de resistência contra o garimpo na Amazônia

A edição do Bem Viver dessa semana celebra o Dia da Parteira Tradicional, comemorado em 20 de janeiro, com a história da parteira indígena Dxony Fulni-ô, que aprendeu a pegar meninos observando os animais e com as mulheres da família dela. O ofício delas é dar assistência às gestantes no parto usando esses saberes adquiridos. Apesar de serem reconhecidas pelo Ministério da Saúde, hoje enfrentam dificuldades para exercer seus conhecimentos. 

O programa também fala da resistência de uma comunidade através da comercialização de chocolate. Essa é a iniciativa da tribo Yanomami, da Amazônia, que usou o fruto típico da região pra mostrar as potências desse lugar tão ameaçado.

E nessa semana Brumadinho (MG) está em marcha contra os desmandos da mineradora Vale no crime da barragem do Córrego do Feijão. No dia 25 de janeiro completa-se um ano dessa tragédia que tirou a vida de 270 pessoas (259 mortos entre os 270 desaparecidos) e deixou muitas desamparadas e com problemas de saúde. A gente acompanha a atividade organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). 

Ainda falamos sobre  o papel da Vigilância Sanitária em casos como a contaminação da cerveja Backer, em Minas Gerais e a poluição da água no Rio de Janeiro, devido a crise hídrica na cidade. O objetivo é entender se o órgão seria capaz de evitar as 19 mortes em Minas e os problemas de saúde que tem levado os cariocas ao uma corrida aos postos de saúde. 

Sintonize

O programa Bem Viver vai ao ar toda quarta-feira, a partir das 9h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM em São Paulo e 102,7 FM no noroeste paulista.

A programação também estará disponível na rádio web do Brasil de Fato, toda sexta-feira, às 9h no site da Rádio Brasil de Fato.

Edição: Camila Salmazio