Covid-19

Jornal Brasil Atual Edição da Tarde | 16 de março de 2020

Situação do coronavírus no Brasil e convocação de médicos cubanos para combater doença são destaques do programa

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Ouça o programa ao vivo das 17h às 18h30 na Grande São Paulo (98.9 MHz) e noroeste paulista (102.7 MHz) e através do site do Brasil de Fato - Juliana Almeida | RBA

Mais de 5 mil vagas para médicos serão abertas pelo Ministério da Saúde para combater o avanço do coronavírus no Brasil. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, em entrevista a GloboNews, afirmou que os profissionais cubanos que trabalharam no programa Mais Médicos serão convocados.

"Tardiamente vemos o governo Bolsonaro ter que recuar e admitir que o programa Mais Médicos (inclusive nas grandes cidades, nas capitais, nas regiões metropolitanas), não era uma peça de política de governos anteriores, mas uma ação de saúde pública qualificada tecnicamente e composta por médicos de qualidade", disse em entrevista ao Jornal Brasil Atual Edição da Tarde, Arthur Chioro, médico sanitarista, professor universitário e ex- ministro da Saúde no governo Dilma Rousseff. 

Chioro afirmou que uma medida urgente que deveria ser tomada pelo governo federal é a anulação da Emenda Constitucional do Teto dos Gastos Públicos, que congelou os investimentos públicos durante 20 anos: "É a primeira decisão que o governo Bolsonaro deveria ter anunciado. O ministro [de Saúde, Luiz Henrique Mandetta] está discutindo com o Congresso Nacional a liberação emergencial de R$ 5,1 bi pra utilizar no combate à epidemia. Só no ano passado, foram R$ 13,5 bilhões a menos que o SUS pode contar, por conta dos efeitos da 'emenda do teto'".

"O SUS poderia estar muito mais fortalecido se não fosse essa irresponsabilidade do governo Bolsonaro, seja no desmonte do programa Mais Médicos, seja na não entrega dos recursos necessários que os laboratórios públicos, que têm enorme competência técnica, precisam para garantir os testes diagnósticos", argumentou o ex-ministro da Saúde. 

Confira ainda no jornal, todas as atualizações desta segunda-feira (16), sobre a situação do novo coronavírus no Brasil e no mundo. 

O programa traz também entrevista com Anielle Franco, irmã da vereadora e lutadora popular, Marielle Franco, em que afirma que o júri popular de acusados de seu assassinato "é um passo, mas não uma vitória". O crime contra Marielle e Anderson Gomes completou dois anos no último sábado (14).

Todos os destaques no começo do jornal. 

------------
O Jornal Brasil Atual Edição da Tarde é uma produção conjunta das rádios Brasil de Fato e Brasil Atual. O programa vai ao ar de segunda a sexta das 17h às 18h30, nas frequências da Rádio Brasil Atual na Grande São Paulo (98.9 MHz) e noroeste paulista (102.7 MHz), e pela Rádio Brasil de Fato (online). Também é possível ouvir pelos aplicativos das emissoras: Brasil de Fato e Rádio Brasil Atual.   
 

 

Edição: Mauro Ramos