Coronavírus

Jornal Brasil Atual Edição da Tarde | 2 de abril de 2020

Demora de presidente Jair Bolsonaro em sancionar auxílio emergencial está entre os destaques do programa

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Ouça o programa ao vivo das 17h às 18h30 na Grande São Paulo (98.9 MHz) e noroeste paulista (102.7 MHz) e através do site do Brasil de Fato - Juliana Almeida | RBA

Após anunciar nesta quarta-feira (1°), a sanção do auxílio emergencial de R$ 600,00 mensais durante três meses para tentar compensar os efeitos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e afirmou nesta quinta-feira que, antes, vai enviar ao Congresso uma Medida Provisória para oficializar o auxílio.

O projeto foi aprovado e ampliado após votação no Senado na segunda-feira, mas ainda aguarda a sanção do presidente e publicação no Diário Oficial da União (DOU).

Já o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta disse em coletiva que vai faltar equipamento se não houver reforço no isolamento social, e que o governo não tem conseguido comprar máscaras e respiradores por causa da alta demanda mundial. 

No Supremo Tribunal Federal (STF), o PSOL entrou com ação solicitando que leitos de hospitais privados passem ao SUS enquanto a pandemia durar. Caso seja aprovada, a medida se aplicaria especialmente na gestão de UTIs de hospitais particulares.

Uma equipe multidisciplinar da Escola Politécnica, da Universidade de São Paulo (USP), projetou um ventilador pulmonar emergencial de baixo custo, que poderá servir para o atendimento de pacientes de covid-19. O Inspire tem outras duas vantagens: sua construção leva menos de duas horas e é feito de peças existentes no país, ou seja, não necessita de componentes importados. Em média, os respiradores disponíveis no mercado custam R$ 15 mil, e o valor do Inspire é de cerca de R$ 1 mil.

Confira os destaques no início do jornal. 

------ 
O Jornal Brasil Atual Edição da Tarde é uma produção conjunta das rádios Brasil de Fato e Brasil Atual. O programa vai ao ar de segunda a sexta das 17h às 18h30, nas frequências da Rádio Brasil Atual na Grande São Paulo (98.9 MHz) e noroeste paulista (102.7 MHz), e pela Rádio Brasil de Fato (online). Também é possível ouvir pelos aplicativos das emissoras: Brasil de Fato e Rádio Brasil Atual.   

 

Edição: Mauro Ramos