serviço

Segunda etapa da campanha de vacinação contra gripe começa quinta-feira (16)

Ministério da Saúde anunciou que primeira fase vacinou 19 milhões de idosos

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

A vacina contra gripe não tem eficácia contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para covid-19 - Foto: Jefferson Peixoto/Secom

A segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe começa nesta quinta-feira (16). Agora é o momento para doentes crônicos, profissionais da força de segurança, motoristas de transporte coletivo, caminhoneiros, a população prisional e seus funcionários e de jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

A campanha iniciou no dia 23 de março, e ao longo de sua primeira fase o Ministério da Saúde divulgou que mais de 90% dos idosos, cerca de 19 milhões de pessoas, foram vacinadas contra a gripe. Profissionais de saúde também faziam parte do grupo de atenção no primeiro momento de vacinação. 

:: Universidade do Estado do Amazonas cria aplicativo para tirar dúvidas sobre covid-19 ::

O Ministério da Saúde ainda estuda incluir a população indígena na segunda fase de imunização.  

A terceira etapa está prevista para 9 de maio, priorizando crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas de 55 a 59 anos, mulheres grávidas ou no período de pós-parto, pessoas com deficiência e trabalhadores da educação.

A vacina contra gripe não tem eficácia contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para covid-19, já que os sintomas são parecidos, e ainda vai ajudar a reduzir a procura por serviços de saúde.

:: Artigo | Fortalecer o SUS: uma tarefa nacional ::

 A vacina é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no Hemisfério Sul em 2019: H1N1, H3N2 e Influenza B. O Ministério da Saúde já enviou 34 milhões de doses para os estados. No total serão disponibilizadas 75 milhões de doses para imunizar a população, ao custo de R$1 bilhão de reais.

 

Edição: Lucas Pará