suspensão

Em Pernambuco, reajuste da tarifa de energia é prorrogado para julho

Segundo anúncio da Aneel, contas de luz ficarão 5% mais caras a partir de agosto

Brasil de Fato | Recife (PE) |
Com isolamento social, as famílias estão passando mais tempo em casa, o que costuma elevar consumo de energia - EBC

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão responsável pela regulamentação do setor elétrico no país, prorrogou, nessa terça-feira (28), o reajuste tarifário anual da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). Previsto anteriormente para esta quarta (29), o aumento do valor das contas de energia só ocorrerá em 1º de julho, devido à pandemia do novo coronavírus.

As novas tarifas já foram homologadas, mas os consumidores só irão perceber a variação no preço a partir do mês de agosto, quando completa o processo de leitura iniciado em julho.

Com o isolamento social, as famílias estão passando mais tempo em casa, o que costuma elevar o consumo de energia. Edvânia Sena, moradora do bairro de Ouro Preto em Olinda, disse que observou o aumento de 16Kwn na sua conta de energia e já imagina que, no mês seguinte, a fatura virá ainda maior, pelo fato de todos os membros da família estarem em casa devido à pandemia. Desempregada, Edvânia se diz preocupada com esse aumento: “Certamente, o pagamento da conta de energia não será colocada como prioridade, tendo em vista que os recursos financeiros estão bem escassos aqui em casa. Se a segunda parcela do auxílio emergencial sair, dará para pagar”.

Aumento de 5,16%

O reajuste tarifário anunciado pela Aneel foi de 5,16%. Para clientes residenciais, chamados de baixa tensão, o efeito médio será de 4,88%. Já para os clientes em alta tensão, que são os industriais e comerciantes de médio a grande porte, o efeito será de 5,93%.

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Marcos Barbosa e Vivian Fernandes