sintonize

Programa Bem Viver mostra caminhos para veganismo não "gourmetizado"

Experiência no Recife mostra que comida vegana pode ser popular

Ouça o áudio:

Se carne é a parte mais cara da refeição, por que alimentos veganos têm preço mais elevado?; foto: Banquetaço e Festival Comida de Verdade do MST em São Paulo em 2019 - Foto: Daniela Moura
Experiência no Recife mostra que comida vegana pode ser popular

O Programa Bem Viver desta quinta-feira (18) discute se o ativismo de não comer nada com origem animal é uma ideia elitizada ou não. A alimentação vegana normalmente é associada a produtos mais caros e complicados de cozinhar. O nosso repórter Daniel Lamir produziu uma reportagem para mostrar que este pensamento comum deve ser desconstruído. No Alimento é Saúde desta semana, você conhece mais sobre uma proposta de popularizar um almoço sem origem animal. 

:: No Paraná, assentamento do MST doa uma tonelada de alimentos a famílias urbanas ::

Esta semana um projeto de lei essencial para garantir a nossa alimentação está em discussão na Câmara dos Deputados. O PL 886/2020, direcionado aos agricultores familiares, tem a proposta de liberar concessão de crédito para assentados, renegociação de dívidas rurais, compras de itens de 70 mil famílias de agricultores e a garantia de abastecimentos de água e luz, com a suspensão de programas. No programa de hoje você confere uma entrevista detalhada com Silvio Porto, professor e pesquisador na Universidade Federal do Recôncavo Baiano e ex-diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

:: MST propõe assentar famílias em 6 milhões de hectares de terras de devedores da União ::

Indígenas e pesquisadores alertam: o período de queimadas da Amazônia devem coincidir com o o pior momento de contaminação da covid-19 no Brasil. Esta combinação deve agravar o colapso do sistema de saúde porque a fumaça do desmatamento aumenta casos de doenças respiratória, ou seja, exigem mais leitos nos hospitais. Nossa repórter Vanessa Nicolav explica esta situação no programa de hoje. 

:: Com fiscalização via satélite, MPF já multou desmatadores da Amazônia em R$ 3,5 bi ::

Você usa o aplicativo Faceapp? Melhor escutar o Bem Viver para saber os problemas para sua privacidade que esse programa pode gerar. 


Produção da Rádio Brasil de Fato vai ao ar de segunda a sexta-feira / Brasil de Fato / Bem Viver

Sintonize 

O programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG) e Rádio Pife, de Brasília (DF).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira, e nos aplicativos Spotify e Google Podcasts

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Lucas Weber