Coronavírus avança

Brasil registra mais de 300 mil casos da covid-19 pela terceira semana consecutiva

Frente a 100 mil mortes e três milhões de infectados, ministro fala que é preciso "compreender como parar o sangramento"

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Protesto e homenagem: 100 mil mortos são lembrados em praia do Rio de Janeiro - Arquivo Rio da Paz

De acordo com dados divulgados pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), o Brasil registrou 304.535 casos da covid-19 entre os dias 02/08 e 08/08. É a terceira semana consecutiva em que o número de infectados se mantém acima dos 300 mil. As informações consolidadas chegam dois dias após o país chegar ao patamar de três milhões de contaminados e 100 mil óbitos pela covid.

Continua após publicidade

Nesta segunda-feira (10), cinco meses após o primeiro registro do coronavírus em território nacional, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que "O Brasil precisa compreender como parar o sangramento", comparando a crise sanitária a uma hemorragia. 

:: Lideranças políticas e personalidades lamentam marca de 100 mil mortes por covid-19 ::


Casos de covid seguem crescendo no Brasil / Arte: Bertolo

Apesar de o ministro interino ainda considerar que é necessário entender como resolver o problema, as medidas recomendadas como mais eficazes contra a propagação da doença vêm sendo divulgadas há meses no mundo todo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e autoridades da área, enquanto não houver vacina contra a covid-19, as ações mais efetivas são a testagem em massa e o isolamento social. Sem um plano nacional de orientação nesse sentido, o Brasil registrou na semana passada 6.914 mortes. O dado representa leve desaceleração, mas a comparação é feita com números muito altos e sete semanas seguidas em que os óbitos ficaram acima de 7 mil por período. 


Brasil tem mais de 100 mil mortos por causa do coronavírus. / Arte: Bertolo

:: Sem isolamento, Brasil pode ultrapassar sete milhões de casos da covid em um mês ::

Ainda segundo os números do Conass, somente nesta segunda-feira (10), foram registrados 22.048 novos pacientes infectados pelo coronavírus. Até agora, 3.057.470 pessoas já foram contaminadas. No mesmo dia, foram confirmados 703 novas mortes. A covid-19 já matou 101.752 pessoas no Brasil.

Contrariando afirmações recorrentes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro interino da Saúde disse que o governo apoia "medidas preventivas e de isolamento social" de gestões municipais e estaduais. Na sexta-feira passada (07), Bolsonaro afirmou que o governo vai “tocar a vida e buscar uma maneira de se safar desse problema”, ao comentar a proximidade do patamar de 100 mil mortes.

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos, os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a síndrome respiratório do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

:: Verdades e mentiras sobre a covid-19: o que diz a ciência? ::

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

Edição: Rodrigo Durão Coelho