FORMAÇÃO

Projeto Brasil Popular debate as saídas para crise brasileira em curso online

Serão 9 encontros virtuais entre os dias 25 de agosto e 20 de outubro

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

João Pedro Stedile, Dilma Rousseff, Leonardo Boff, Laudislau Dowbor e outros intelectuais são os palestrantes da formação online - Foto: Frente Brasil Popular/Reprodução

Intelectuais e movimentos populares que integram o projeto Brasil Popular apresentam um curso online que debaterá os diferentes aspectos da crise brasileira com a população. O objetivo da formação, que acontecerá em nove encontros virtuais, é estudar e refletir quais são as saídas populares para a crise socioeconômica que assola o país. 

As aulas gratuitas serão ao vivo, pelo Youtube, toda terça-feira, às 19h. As atividades terão início no dia 25 de agosto e irão até 20 de outubro. 

A escalada do fascismo e ameaça à democracia, a importância de um projeto nacional, os ataques à soberania, desafios da segurança pública no Brasil, a importância de um desenvolvimento econômico e sustentável, entre outros, estão entre os temas que serão analisados. 

Já o grupo de palestrantes responsáveis pelas aulas contam com nomes de grande peso como a ex-presidente Dilma Rousseff, o diplomata Celso Amorim, o economista Ladislau Dowbor, a arquiteta e urbanista Ermínia Maricatto e João Pedro Stédile, da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-terra (MST). 

Leonardo Boff, Roberto Amaral, Leda Paulani, Margarida Salomão, Ricardo Gebrim, Pedro Rossi, Márcio Pochmann, Vera Malagutti, Nalu Faria e Larissa Packer são alguns dos outros nomes que participarão do curso online. 

As inscrições podem ser feitas pelo site ⁣⁣do Projeto Brasil Popular até 24 de agosto.

Confira mais informações aqui.
 

Edição: Leandro Melito