Revolucionária

100 anos da pioneira da agroecologia: programa Bem Viver conta quem foi Ana Primavesi

Falecida em janeiro deste ano, engenheira agrônoma completaria 100 anos no dia 03 de outubro

Ouça o áudio:

Ana foi cofundadora da Associação de Agricultura Orgânica (AAO) e do Movimiento Agroecológico Latino americano (Maela) - Cleusa Pinheiro/CDRS-SAA
Primavesi foi responsável por avanços importantes nos estudos das ciências do solo e agroecologia

O programa Bem Viver desta sexta-feira (02) conta da trajetória de um dos nomes mais importantes da agroecologia e ciências do solo: Ana Primavesi. Nascida na Áustria em 1920, ela veio para o Brasil nos anos 50 onde foi a primeira a falar sobre agroecologia. A agrônoma defendia que "a agricultura é uma ciência que altera muito a natureza, e essa alteração pode ser minimizada com o manejo ecológico".

:: Em plena crise alimentar, família produz arroz agroecológico no sertão do CE ::

Em contramão ao que defendia Ana Primavesi, também foi assunto do programa o plano de mineração proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo organizações que trabalham diretamente com atingidos pelas atividades do setor, o projeto irá flexibilizar diretrizes ambientais e coloca em risco o modo de vida dos povos indígenas. 

:: Casos de violência contra indígenas aumentam 150% no primeiro ano de Bolsonaro ::

Também foi assunto do Bem Viver o anúncio da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de quinta-feira (01) de que começará a análise dos primeiros resultados de teste da vacina produzida pela AstraZeneca. Esse é o passo inicial para a aplicação da vacina no país. Porém ainda é preciso que sejam concluídos os testes clínicos, que continuam em andamento. 

:: Agronegócio é a principal causa de conflitos agrários na Amazônia Legal ::

Falando de esforços para conter a pandemia, pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Minas Gerais trabalham na produção de hastes para testes de covid-19 em impressoras 3D. O objetivo é auxiliar na reposição de materiais cujo a escassez se tornou um dos obstáculos na luta contra o vírus. 


Produção da Rádio Brasil de Fato vai ao ar de segunda a sexta-feira / Brasil de Fato / Bem Viver

Sintonize

O programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP) e Rádio Cantareira (SP).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira, e nos aplicativos Spotify e Google Podcasts.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Lucas Weber